Geografia do turismo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1379 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 4 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Geografia do Turismo
Docente: Ana Isabel Inácio
1ºSemestre/ 1ºAno
Ano Lectivo 2009/2010

4 de Janeiro de 2010

Ricardo Bento , nº20095294

Introdução:

“The Mediterranean Region: Europes’s Summer Leisure Space” é um texto de Armando Montanari, que fala sobre a importância do turismo mediterrâneo, as suas características,o seu desenvolvimento e previsões futuras para o futuro do turismo.
No âmbito da disciplina de geografia do turismo, proponho-me a fazer uma recepção crítica ao texto acima referido, focando os pontos mais importantes, expondo a minha opinião e relacionar o texto com a matéria dada na disciplina.

É do conhecimento geral que o mediterrâneo é uma das principais potências do turismo mundial,pois os seus países são talvez o grupo de países com maior número de recursos turísticos do planeta. A zona mediterrânea é muito procurada por turistas de todo o lado, em 1º lugar pelo seu clima apetecível, e em carácter secundário pela sua cultura histórica. Esses mesmo países tem “lutado” pela preferência dos turistas, pondo de parte um trabalho de forma conjunta e apoiada, e assim desenvolvendouma competição, algo que em nada ajuda o desenvolvimento nessas mesmas áreas.
No texto encontra-se referido que o seu por do sol a beira-mar provoca na maioria dos turistas uma imagem de destino turístico muito apetecível, o que se torna importante para captar o interesse turístico, e consequentemente receitas que é um dos principais objectivos do turismo.
Com o passar do tempo o interessecultural passou a segundo plano, pois começaram a surgir turistas interessados em sol e praia, assim como serviços de entretenimento.
Os países mediterrâneos apoiados pelo MAP (Mediterranean Action Plan) desenvolveram o projecto do meio ambiente mediterrâneo.
O MAP consiste em analisar os problemas socioeconómicos dos países mediterrâneos e encontrar forma de contornar esses mesmos problemas e aomesmo tempo descobrir as potencialidades desses países e ajuda-los a explora-los, o que se torna um auxílio importante para os países acima referidos.
Um dos estudos realizados pela MAP, em conjunto com os países mediterrâneos provou que a zona mediterrânea é um dos principais destinos turísticos de todo o mundo, de acordo com os dados referidos no texto.
Uma unidade de inteligentes economistasque estudava os fenómenos envolventes ao mediterrâneo concluíram que, apenas 60% do turismo envolvia as costas mediterrâneas o que prova que o turismo mediterrâneo não se resume apenas ao turismo balnear. Devido a elevada temperatura do mar mediterrâneo, e ao número diverso de praia nessa zona, é normal associar a zona mediterrâneo apenas a turismo balnear, o que se verificou falso.
Omediterrâneo também é conhecido por ter um passado e culturas antigas e interessantes, o que leva a que países mediterrâneos que tenham fraca aderência de turistas por falta de condições balneares, apostem mais no turismo cultural e informativo, como o agro-turismo, turismo em áreas protegidas, arqueologia e monumentos.
As condições climatéricas da região mediterrânea cria fronteiras naturais, queidentificam o turismo mediterrâneo, o Janeiro frio com muita chuva, assim como os verão quente, com temperaturas que levam a agua a atingir por vezes 28 graus, são algumas das características que caracterizam o clima mediterrâneo.
Fora as razoes climatéricas, o mediterrâneo tem áreas e regiões que conservam importantes culturas e religiões, como por exemplo o antigo Egipto, culturas árabes e romanas,entre muitas outras.
A zona mediterrânea é o centro das 3 maiores religiões monoteístas, são elas o judaísmo, cristianismo, e o islamismo. Esse ponto junto ao facto do Vaticano se localizar em Roma faz com que surja muitos turistas com motivações religiosas.
A zona turística do mediterrâneo é dividida em 4 sub-regiões. Os membro da União Europeia, não membro da União Europeia, alguns países...
tracking img