Genetica

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1179 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 2 de outubro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
A INCIDÊNCIA DE CASOS DE DIABETES NA CIDADE DE OLHO D’ÁGUA DAS CUNHÃS- MA, BRASIL.

BARBOZA, Antonio Nascimento Maximo1
FACUNDO, Andréia Pereira2
NASCIMENTO, Valdiléia Carvalho3

INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR FRANCISCANO – IESF

RESUMO: Este trabalho mostra a grande incidência de casos de Diabetes na cidade de Olho D’água das Cunhãs – MA, e propõe meios para amenizá-la, tendo como focoprincipal o combate a doença e os hábitos de vida saudáveis, no que se refere a alimentação equilibrada, balanceada e as práticas de exercícios físicos. Destaca as principais formas da doença que atingem não só apenas a cidade de Olho D’água das Cunhãs – MA, más também o Brasil e o mundo, deixando bem clara as diferenças entre a Diabetes Melitos Tipo I (DM I), a Diabetes Melitos Tipo II (DM II) e aDiabetes insipitos.

Palavras chaves: prevenção, sintoma, tratamento, controle e conscientização.

ABSTRACT: This work shows the great incidence of cases of diabetes in the city of Eye D'water of Cunhãs – MA, and proposes means for amenizá-la, having as main focus to combat the disease and healthy life habits, as regards balanced nutrition, balanced and the practice of physical exercises.Highlights the main forms of the disease affecting not only the city of Eye D'water of Cunhãs – MA, bad also Brazil and the world, leaving clear differences between the Diabetes Melitos Type.

Key Words: prevention, symptom, treatment, control and awareness.

1 INTRODUÇÃO.

Tem-se observado nos últimos anos um numero considerável de diabetes. Estima-se que 6% da população mundial tenham esseproblema e no Brasil os dados são mais preocupantes, pois 12% das pessoas são diabéticos.

1 Licenciado em Biologia pela Universidade Estadual do Maranhão professor de biologia da rede estadual de ensino no município de Satubinha.
2 Licenciada em Biologia pela Universidade Estadual do Maranhão professora de biologia da rede estadual de ensino no município de Satubinha.
3 Licenciada emBiologia pela Universidade Estadual do Maranhão professora de 1ª à 4ª série da rede municipal de ensino no município de Olho D’água das Cunhãs.
Organização Mundial de Saúde faz um alerta a todos, que os índices de casos de Diabetes só tendem a aumentar com o passar dos anos no Brasil e no Mundo, portanto precisa-se unir esforços para procurar amenizar seus efeitos. http://www.abcdasaude.com.br
Odiabetes pode ser hereditário ou decorrente de vários fatores como obesidade, estresse, menopausa, infecção viral e bacteriana entre outros. Um exemplo é o diabetes melitos tipo I, também chamada de diabetes verdadeira, Pode se manifestar na infância da vida de algumas pessoas, ocorrendo quando as células-β do pâncreas deixam de produzir a insulina, um hormônio que controla a taxa de glicose nosangue, pois esse hormônio permite a passagem deste monossacarídeo às células, para a obtenção de energia, manutenção do metabolismo e produção de glicogênio. Segundo Graham T McMahon e Ronald A Arky.
Existe uma resistência ao uso da insulina tanto por parte dos doentes mal controlados com DM2 (receio de dor, inconveniência, medo da hipoglicemia ou de aumento de peso), como pelos médicos. Se aeducação tem sido utilizada para ultrapassar esta dificuldade, têm sido tentadas formas orais, nasais ou inaladas para evitar a injeção. (McMahon, Graham T e Arky, Ronald A, 2007- Terapêutica clínica – Insulina inalada para a diabetes mellitus. Revista Portuguesa de pneumonia. Vol XIII N.º 4. Pág. 1.
Porém a diabetes melitos tipo II é a mais comum, manifestando-se em idades mais avançadas, acimados trinta anos, pois nesta faixa etária boa parte da população se sedentária e obesa, fatores que contribuem para o aparecimento da doença, sendo que neste caso o organismo produz a insulina, no entanto, as células se tornam resistente a mesma impedindo a sua passagem da glicose através da membrana plasmática, fazendo com que esta aumente a sua concentração na circulação sanguínea. Segundo Celso...
tracking img