Genetica

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1706 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
O PAPEL DA ANÁLISE FORENSE DE DNA NA
CRIMINALÍSTICA

O PAPEL DA ANÁLISE FORENSE DE DNA NA
CRIMINALÍSTICA
2012
SUMÁRIO

1. Introdução ............................................... 3
2. Criminalística............................................ 4
3. Análise forense de DNA ................................. 4
3.1.Coleta e Análise de vestígios biológicos.................. 5
3.2 Análise do DNA ........................................ 7
4. Conclusão ................................................ 10
5. Referências bibliográficas ................................. 111. Introdução

A criminalística é um dos ramos da pericia criminal responsável pela recolhimento e análise de vestigíos extrínsecos a pessoa e ao ambiente em que ocorreu o crime. Ela possui uma área de abrangência muito grande e agrupa varias ciências como a balística responsavel pela análise de armas e projéteis, a entomologia que é o estudo dos insetos encontrados na área do crime,a toxicologia que estuda a presença de substâncias tóxicas presentes no indivíduo, entre outras.
Neste trabalho trataremos da ciência da Análise forense de DNA, seus métodos, técnicas e a importância do DNA na criminalística.

2. Criminalística

O termo ciminalística foi lançado por Hans Gross para designar o “sistema de métodos ciéntificos utilizados pela polícia e pelasinvestigações policiais” ( CODECO, 1991). De forma geral, está utiliza métodos desenvolvidos inerentes às diversas áreas não como uma ciência, mas como a aplicação do conhecimento de diversas ciências e artes. Suas principais funções são á de agrupar conhecimento técnico-científico, auxiliar nas atividades políciais e judiciárias de investigação criminal, o estudo de vestígios materiais extrínsecos ápessoa física e ao ambiente do crime, ser útil à elucidação e à prova das infrações penais e auxiliar na identificação dos autores. . Embora á criminalística se pareça muito com a medicina legal nunca devemos confundir- las, porque apesar de ambas se responsabilizarem pelos de corpo e delito, a medicina legal tem como objetivo os exames de vestígios intrínsecos na pessoa, sem levar em conta oambiente. A criminalística, em seu conjunto, é constituida de diversas ciências como á balistica, a icnofalangiometria, etc. Sendo que o grande destaque está na análise de vestígios com base em seu DNA.
Apesar dos avanços tecnológicos que acompanham a criminalística ou ciência forense atualmente, a utilização de técnicas voltadas para a elucidação de crimes remota a épocas pré-científicas (BAZAGLIA; BORTOLINI, 2004; BARBOSA; BREITSCHAFT; 2006). A criminalística como conhecemos hoje teve o seu início quando Hans Gross, no final do século XIX, propôs que os métodos da ciência moderna fossem utilizados para solucionar casos criminais. No Brasil sua origem se confunde com o da medicina legal por volta da década de 1940. Embora á criminalística se pareça muito com a medicina legal nuncadevemos confundir- las, porque apesar de ambas se responsabilizarem pelos de corpo e delito, a medicina legal tem como objetivo os exames de vestígios intrínsecos na pessoa, sem levar em conta o ambiente.
.

3. Análise Forense de DNA

A Análise forense do DNA é um dos ramos da criminalística que mais contribuem na identificação de autores de crimes das mais diversas naturezas. Ela não serestringe apenas ao laborátorio onde é feita á análise das amostras de DNA, ela abrange todo o processo desde o local onde o material foi coletado até o resultado destes materiais.
O local do crime pode ser definido de acordo com ERALDO RABELO como “ A porção do espaço compreendida num raio que, tendo por origem o ponto no qual é constatado o fato, se extenda de modo a abranger todos os...
tracking img