Gattaca

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1077 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 28 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Gattaca: o futuro?
Clonagem, engenharia genética, organismos geneticamente modificados, Projeto Genoma Humano, terapia gênica: a moderna biotecnologia tem potencial para alterar profundamente a natureza e o próprio ser humano, e vem levantando polêmicas éticas.
O filme Gattaca - A Experiência Genética nos leva a pensar sobre as implicações éticas da engenharia genética. O filme pertence àlinha de ficção científica de outros filmes, como Blade Runner, de Ridley Scott, e de livros como Admirável Mundo Novo, de Aldous Huxley, que tratam com apreensão as conseqüências da tecnologia no futuro. Não são exatamente "utopias", mas "distopias".

O filme
O filme se passa em um futuro, talvez bem próximo, em que as técnicas de engenharia genética seriam capazes de orientar a produção de filhos"perfeitos". No entanto, alguns casais ainda seguem o "método tradicional" e deixam que as leis da meiose e da fecundação ao acaso gerem seus filhos, chamados "In-Válidos". É assim que nasce o personagem principal do filme, Vincent (talvez uma alusão a "vencedor").
Vincent trabalha em uma empresa de vôos espaciais, GATTACA. Essas letras representam as bases nitrogenadas do DNA e são semelhantesa um trecho do DNA cortado por um tipo de enzima de restrição, que são as enzimas fundamentais para a engenharia genética, já que permitem cortar o DNA de um organismo e inserir o DNA de outro organismo.
Vincent está determinado a fazer parte de uma equipe em um vôo para Titã, uma lua de Saturno. Para isso, porém, ele tem de esconder sua "identidade genética", já que possui um problema cardíacosério, que provocará sua morte por volta dos 30 anos. Vincent esconde esse problema apresentando nos exames amostras do sangue e da urina de Jerome, um indivíduo geneticamente "perfeito", que, por acidente, ficou paraplégico.

Questões éticas
A bioética estuda os problemas éticos ligados às pesquisas em biologia e medicina e às suas aplicações. Ela discute, portanto, as implicações morais (oque é certo, o que é errado) das aplicações da medicina e da biotecnologia.
Assim, a bioética procura responder às questões do tipo: Devemos clonar um ser humano? Podemos usar células de embriões em fase inicial de desenvolvimento para o tratamento de doenças? Seria ético que os pais escolhessem o sexo e outras características da criança? Uma pessoa deve ser informada se um teste genéticoindicar que ela poderá desenvolver uma doença incurável no futuro? Empresas e companhias de seguro têm o direito de realizar testes genéticos em seus funcionários ou em candidatos a um emprego para detectar doenças que poderão se desenvolver no futuro?
Já dispomos de testes genéticos capazes de prever a chance de certas doenças graves se manifestarem. No futuro, pode ser possível usar a engenhariagenética para prevenir o aparecimento de certas doenças e também para escolher filhos sem determinadas doenças. Isso já pode ser feito em relação às doenças recessivas ligadas ao cromossomo X. Nesse caso, são usadas técnicas de reprodução assistida para implantar apenas embriões femininos e heterozigotos para a doença. Mas será que esses procedimentos ficarão restritos às doenças ou as pessoas poderãose achar no direito de escolher algumas características de seus filhos, como a cor dos olhos ou o nível de inteligência? Será que haverá então uma divisão entre os que poderão pagar por esses testes e, em alguns casos, por sua cura, e os que não poderão? Nesse caso, haveria o risco de uma discriminação baseada no código genético de cada um.
As questões não param: É desejável uma sociedade quecontrola e determina o que cada um deve querer ou pode realizar? E quem decide esse controle? É justo discriminar e cortar o acesso ao que uma pessoa quer a partir de "imperfeições" genéticas, como ocorre com Vincent, em oposição a seu irmão perfeito (Anton), que, por isso, tem todas as chances? E qual o critério de perfeição? Imperfeito é aquele que é "diferente"? Aliás, no filme aparece um...
tracking img