Gases

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1033 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 1 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Gases Reais e Gases Ideais


Os gases reais são todos os gases existentes na natureza, salvo quando estão em condições de pressão e de temperatura particulares e nestes casos são considerados aproximadamente, para efeitos apenas de cálculos facilitados, como gases perfeitos ou ideais. Em oposição aos gases ideais, os gases reais não podem ser explicados e modelados inteiramenteusando-se a lei dos gases ideais.
Um gás ideal ou perfeito é um modelo idealizado, para o comportamento de um gás. É um gás teórico composto de um conjunto de partículas pontuais movendo-se aleatoriamente e não interagindo. O conceito de gás ideal é útil porque obedece a lei dos gases ideais, uma equação de estado simplificada, e é passível de análise pela mecânica estatística. Em condiçõesambientais normais tais como as temperatura e pressão padrão, a maioria dos gases reais comportam-se qualitativamente como um gás ideal. Geralmente, desvios de um gás ideal tendem a diminuir com mais alta temperatura e menor densidade, como o trabalho realizado por forças intermoleculares tornando-se menos significativas comparadas com a energia cinética das partículas, e o tamanho das moléculastorna-se menos significativo comparado ao espaço vazio entre elas.

A Equação do Estado

A equação que descreve normalmente a relação entre a pressão, e volume, a temperatura e a quantidade (em moles) de um gás ideal é:

onde:
• = Pressão
• = Volume
• = Mols de gás.
• = Constante universal dos gases perfeitos
• = Temperatura em Kelvin.


Diferença


Gás Real é todogás que existe, em qualquer condição de pressão e temperatura. É formado por pequenas partículas materiais de massa molecular, e dotadas de um movimento caótico. Estas partículas estão sujeitas a forças de atração em longas distâncias e a forças de repulsão quando em curtas distâncias.

A ideia de que elas têm massa é antiga e remonta aos tempos da Antiga Grécia: se elas não tivessem massa,não sentiríamos o ar bater em nossas faces. Mas as forças de interação são necessárias para explicar, por exemplo, o fenômeno da condensação. A existência e importância das forças de interação sugere a necessidade do conhecimento do potencial de interação entre partículas, para o conhecimento real do comportamento dos gases. É a falta de compreensão correta desses potenciais de interação entrepartículas - mesmo empregando técnicas da Mecânica Estatística ou da Mecânica Quântica - que tornam este assunto um dos poucos sem resolução, desde o início da sua interpretação no século passado. Concluindo, podemos dizer q o gás real é um gás cujas partículas têm massa inicial maior que 0, volume inicial maior que 0 e forças de interação inicial maior que 0.

Gás Perfeito ou ideal é um gáshipotético, que não existe: é um modelo físico-matemático de uma das teorias mais bem construídas pela mente humana: a Teoria Cinética dos Gases. Um dos sucessos dessa teoria foi explicar, de forma convincente, as leis empíricas dos gases, a lei de Graham e outros resultados importantes como, por exemplo, a equipartição da energia total de um sistema. A duas maneiras mais simples de apresentaressa teoria, são através da Teoria Cinética dos Gases Perfeitos e pela Teoria Cinética dos Gases como Esferas Rígidas.






Características dos Gases


Gases Ideais:
• Estão sempre no estado gasoso, independente da pressão e temperatura exercida.
• O espaço entre as moléculas não tem importância alguma.
• As moléculas não interagem e nem se atraem.
• Gases Ideais não existem.

GasesReais ou Perfeitos:
• Dependendo da pressão a que é submetido, pode mudar seu estado físico.
• É formado por moléculas com tamanhos definidos.
• Ocorrem forças intermoleculares e sofrem choques e colisões a todo instante


Condições

Gás Ideal:

Em condições ambientais normais tais como as temperatura e pressão padrão, a maioria dos gases reais comportam-se qualitativamente...
tracking img