Gases nobres

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2355 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 31 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Introdução

Visto que a Geologia ocupa-se do estudo da Terra, o que não implica só observações directas no campo, mas também estudos laboratoriais, recorrendo a tecnologia diversificada, e ainda o recurso a métodos indirectos que fornecem dados sobre a Terra inacessível.

Na Geologia há o ramo da Hidrogeologia que estuda as águas subterrâneas quanto ao seu movimento, volume edistribuição.

2. Origem das águas subterrâneas

As águas subterrâneas constituem o maior reservatório de água doce do planeta Terra. Formam-se, essencialmente, a partir da infiltração da água da chuva e, uma vez no subsolo, podem formar toalhas ou lençóis de água quase imóveis, que alimentam as fontes e os poços, ou então circular por entre as fissuras das rochas.
Estas águas começam a infiltrar-se nosolo por acção de uma força chamada gravidade, e assim construindo as águas subterrâneas (podem ocorrer tanto em rochas duras compactas, como em rochas sedimentares não consolidadas e também de maior consistência (calcários, por exemplo), ou seja qualquer tipo de rocha pode constituir um aquífero, desde que tenha condições de armazenar e transmitir água.)
As águas subterrâneas são as reservas deágua doce mais sensíveis e importantes, pois são um recurso natural valioso e, sobretudo, a principal fonte do abastecimento público de água potável.

Existem, no entanto, águas subterrâneas que têm uma origem diferente da infiltração. São as águas juvenis que provêm do interior da crusta, tal como certas águas termais, e aquelas que são retidas nas rochas2.1 Aquíferos
Um aquífero é uma formação ou grupo de formações geológicas que pode armazenar água subterrânea. São rochas porosas e permeáveis, capazes de reter água e de cedê-la.
Esses reservatórios móveis aos poucos abastecem rios e poços artesianos. Podem ser utilizadas pelo homem como fonte de água para consumo. Tal como ocorre com as águas superficiais, demandam cuidados para evitar a suacontaminação.
Para ser classificado como aquífero, uma formação geológica deve conter poros ou espaços abertos repletos de água e permitir que a água se mova através deles.
Qualquer tipo de rocha pode constituir um aquífero, desde que tenha condições de armazenar e transmitir água, que podem ser armazenada em dois tipos de aquífero:
* Aquífero livre
* Aquífero confinado.

Estes dois tipos deaquíferos são designados por aquíferos Contínuos.

Aquífero Livre: formação geológica permeável e parcialmente saturada de água. É limitado na base por uma camada impermeável. A água, neste aquífero, encontra-se sob pressão atmosférica. Neste aquífero existe um lugar geotérmico de pontos, designado por nível freático, onde a pressão da água no aquífero é igual à pressão atmosférica.Durante o percurso, a respectiva água que irá constituir este aquífero atravessa algumas camadas com características próprias. Este aquífero tem 3 zonas, as quais são:
Zona de aeração – localiza-se entre o nível freático e a superfície; é uma zona onde ocorre fenómenos de capilaridade e infiltração da água, ou seja onde se verifica uma intensa circulação vertical da água.
Zona desaturação – a sua base é uma camada impermeável, é uma zona mais profunda e equivale ao local onde os poros ou espaços da rocha se encontram saturados em água. Aqui a água tem um movimento um pouco lento causado pela pressão hidrostática.
Franja Capilar – zona um pouco espessa e encontra-se acima da zona de saturação; aqui a água sobe por capilaridade a partir da zona saturada. Estacamada tem alturas variadas, pode ter poucos milímetros em terrenos arenosos grosseiros, ou pode atingir alguns metros em terrenos argilosos.

Aquífero Confinado: formação geológica permeável e completamente saturada da água. É limitado no topo e na base por camadas impermeáveis. A pressão da água no aquífero é superior à pressão atmosférica. A recarga faz-se através de uma zona...
tracking img