Gas natural comprimido

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2591 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 20 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Abstract
Este trabalho ressalta o Gás Natural Comprimido (GNC) como modal de transporte, utilizado pela Companhia de Gás do Estado do Rio Grande do Sul - Sulgás, através de experiência em projeto pioneiro no Brasil: a introdução da tecnologia de Gás Natural Comprimido (GNC) para atender regiões onde não haja a infra-estrutura dutoviária para o transporte. O artigo oferece umamostra do projeto de interiorização do Gás Natural no Rio Grande do Sul, através do fornecimento de GNC à empresa Tramontina na cidade de Carlos Barbosa no ano de 2002. O último aspecto enfocado por este artigo demonstra como a utilização desta tecnologia de transporte impulsionou o desenvolvimento do mercado veicular no Estado e vem sendo utilizada como uma importante estratégia para odesenvolvimento do mercado de Gás Natural Veicular (GNV) no estado.

Abstract (inglês)
Este trabalho ressalta o Gás Natural Comprimido (GNC) como modal de transporte, utilizado pela Companhia de Gás do Estado do Rio Grande do Sul - Sulgás, através de experiência em projeto pioneiro no Brasil: a introdução da tecnologia de Gás Natural Comprimido (GNC) para atender regiões onde não haja a infra-estruturadutoviária para o transporte. O artigo oferece uma mostra do projeto de interiorização do Gás Natural no Rio Grande do Sul, através do fornecimento de GNC à empresa Tramontina na cidade de Carlos Barbosa no ano de 2002. O último aspecto enfocado por este artigo demonstra como a utilização desta tecnologia de transporte impulsionou o desenvolvimento do mercado veicular no Estado e vem sendo utilizadacomo uma importante estratégia para o desenvolvimento do mercado de Gás Natural Veicular (GNV) no estado.








1. Introduction


A indústria de gás natural (GN) no Rio Grande do Sul começou a desenvolver-se a partir do final década de 90, com a implantação do Gasbol, gasoduto que interliga a Cidade Santa Cruz de La Sierra, na Bolívia à cidade gaúcha de Canoas. A participação destecombustível na matriz energética do estado ainda é reduzida uma vez que o GN não possui mercado cativo, assim como não é um insumo de tradição no estado. Porém associada à disponibilidade de reservas no mundo, que vem crescendo ano a ano, à diminuição de outros energéticos e à responsabilidade de redução das emissões de gases devido à legislação ambiental, a tendência é de aumento dessa participação nospróximos anos.
Um dos desafios para que essa previsão se concretize é o aumento da abrangência da rede de distribuição ou a diversificação dos canais distribuição. Para tanto há uma enorme necessidade de novos investimentos na rede de transporte de gás natural, que ainda é muito incipiente, ou o desenvolvimento de novas tecnologias para viabilizar novos modais de distribuição como o gásnatural liquefeito (GNL) e o gás natural comprimido (GNC).
Baseada neste contexto de mercado e do grande potencial do gás natural, por ser um produto a preço competitivo e com grande vantagem ambiental frente aos seus substitutos, a Sulgás, empresa responsável pela distribuição do GN no estado do Rio Grande do Sul, percebeu a necessidade de estudar a viabilidade de utilizar um novo canal dedistribuição, já que a pequena rede dutoviária, inviabilizado muitas vezes devido seus altos custos de construção, estava limitando a área de atuação da empresa.
Como opção estratégica, baseada no mercado de interesse, a Sulgás passou a trabalhar o desenvolvimento e avaliação do modal GNC, o qual será abordado neste trabalho. Dentre as características que levaram a escolha desta alternativa estão fato datecnologia em questão ter um menor investimento inicial de capital, sendo também a alternativa mais economicamente viável para distâncias inferiores a 200 km e com pequenos e médios volumes de consumo.
Os objetivos iniciais da Sulgás com a utilização de um “gasoduto virtual” eram antecipação de receita a criação de mercados cativos em localidades sem infra-estrutura de transporte com...
tracking img