Garrotilho

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (455 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 23 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Doenças e Afecções - Garrotilho
Doença contagiosa aguda causada pelo streptococcus equi. Esta doença também é conhecida como: gurma, coriza contagiosa, adenite eqüina e estreptococia eqüina. Muitocontagiosa, determina uma inflamação mucopurulenta das mucosas nasais e faringeanas, estendendo-se em abcessos que chega a atingir gânglios submaxilares e faringeanos, que podem transforma-se emabcessos e chegarem a supurar. Pode ainda atingir gânglios internos (no mediatismo e mesentério) e diferentes órgãos como pulmões, fígado, baço, etc.
Ataca de preferência animais novos ( de 6 meses a 5anos), porém ocorre também em adultos. Aparece, normalmente em locais de agrupamento de animais, pois o germe é facilmente transmitido através de bebedouros e comedouros de uso comum, pois invade oorganismo com os alimentos e água contaminados. Há animais resistêntes portadores, que não apresentam sintomas da doença mas a disseminam, dando origem a surtos inesperados. Os animais doentesprecisam ser isolados.
SINTOMAS - O período de incubação vai de 4 a 10 dias (5-6 em média), após contágio de outro animal. Começa com inapetência, abatimento e febre alta (40-41ºC), respiração difícil eacelerada, mucosa avermelhada, aparecendo depois de 2-3 dias uma descarga mucopurulenta e depois purulenta, pelas narinas. Pode haver tosse, que perdure por várias semanas. Os gânglios da faceapresentam-se endurecidos, quentes e doloridos, transformando-se depois em abcessos que supuram e libertam pus amarelo e cremoso.
Os abcessos dificultam a respiração e às vezes podem asfixiar o animal. Comocomplicações podem surgir:
* Pneumonia
* Septicemia
Os sintomas podem variar bastante e vão desde a extensão da infecção a diversas regiões e órgãos, até apenas uma leve inflamação das viasaéreas superiores, sem formação de abcessos. A maioria dos animais se recuperam e ficam resistentes.
PROFILAXIA - Evitar a introdução e isolar os animais doentes, sob boas condições de higiene a...
tracking img