Garota interrompida

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2202 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 1 de dezembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
INTRODUÇÃO

O objetivo deste projeto é apresentar o diagnostico clinico, abordados sobre patologias e sintomas, apresentado no filme Garota Interrompida, que foi produzido no final do século XX e no começo do século XXI. A análise será feita com foco em quatro personagens principais, que são: Winona Ryder que interpreta (Susanna Kayser), Lisa Rowe (representada por Angelina Jolie), GeorginaTuskin (representada por Clea Duvall), Daisy Randone (representada por Brittany Murphy), Garota interrompida como material de analise conta a historia de uma garota que tem problemas de comportamento e uso de drogas, que foi internada, pela família, em um hospital psiquiátrico, baseado em livro de memórias homônimo, escrito por Susanna Kaysen. O filme mostra as relações estabelecidas entre ospacientes e dos pacientes para com a instituição, e as mudanças que ocorrem com esta personagem. Alem dá personagem aparecem outras com histórias diferentes e que nos faz pensar nas relações humanas. Onde se discutir as arbitrariedades do conceito de anormalidade e a adaptação a loucura como forma de anormalidade.

GAROTA INTERROMPIDA

“EU SINTO QUE NÃO HÁ OSSOS EM MINHAS MÃOS”

Susanna seutiliza parcialmente desse delírio para justificar sua tentativa de suicídio, de acordo com o que mostra no filme.
A essa idéia errônea de que não se possui um órgão ou de que esse perdeu sua função dá-se o nome de Delírio Niilista, também chamado delírio de negação ou de Cotard. Considerando o extremo do delírio hipocondríaco, o delírio niilista pode associar-se a alucinações negativas, caso em que ospacientes chegam a negar os próprios sentidos e até a afirmarem já estarem mortos.
Nesta mesma cena, a percepção errônea que Susanna tem acerca do tempo, afirmando sentir que o tempo pode ir para trás ou para frente e que ela não tem qualquer controle sobre o tempo. A essa percepção errônea da seqüência cronológica que nos envolve, dá-se o nome Discronia.

“VOCÊ PARECE NORMAL”

Sentençaproferida pelo motorista do taxia Susanna quando de sua trajetória rumo à institucionalização. Aqui ele reproduz um estereótipo secularmente construído e bem estabelecido acerca do doente mental (mais particularmente aqueles que necessitam ser internados).
Essa frase resume toda a idéia que ainda circula entre boa parte de nossos concidadãos: de que os institucionalizáveis são apenas os visivelmenteloucos, os muito alterados, no entanto, e esse é um dos motivos pelos quais em todo o mundo o numero de “casa de repouso” é limitado, a Reforma Psiquiátrica vem tentando desestigmatizar o doente mental, sem retirá-lo do convívio social ou, quando o tem que retirar, tentando reintegrá-lo o mais brevemente possível, restituindo o máximo de sua funcionalidade inicial.
Criticas a esse fato se dá nosentido que o tratamento humanizado do paciente psiquiátrico não necessariamente se opõe a institucionalização, principalmente quando essa se faz necessária (com indicações precisas como: depressão refrataria com risco de suicídio; fase maníaca incontrolável; personalidade que oferecem algum tipo de risco às pessoas do convívio do paciente, como é o caso de alguns psicopatas de difícil inserçãosocial; pacientes agressivos; etc).
No caso de Susanna Kaysen, a principal indicação seria a tentativa de suicídio e as atitudes autodestrutivas, e não o diagnostico de Transtorno de Personalidade Bordeline per si.
Contudo, devido à baixa aceitação por parte das famílias de m tratamento baseado na institucionalização (internação), é ainda preciso uma longa luta no sentido de desconstruir a imagemdo Doente Mental.
Trata-se de uma via de mão dupla: ser internado significa ser tachado louco e, ao contrario de se pensar que a internação tem por função recuperar e reintegrar o paciente na melhor de sua capacidade, pensa-se está decretado sua sentença de incurável. Por outro modo, pensa-se que a internação e o convívio com outros pacientes acabam piorando o quadro, devido ao convívio com...
tracking img