Garcia, tomas fernandes y pelaez, lopes antonio. valores, ciudadanía y trabajo social comunitário: capacitando a lãs personas desde la experiencia comunitária. in: política social/serviço servicios sociales. madri: ed.

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1247 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Universidade Federal de Santa Catarina
CSE – CENTRO SÓCIO-ECONÔMICO
Departamento de Serviço Social
Disciplina PROCESSOS DE TRABALHO, SERVIÇO SOCIAL, MOVIMENTOS SOCIAIS E CONSELHOS DE DIREITO
Professora: Idaléa Maria Ribeiro
Aluna: Fabiana Gonçalves

ESTUDO DIRIGIDO: GARCIA, Tomas Fernandes y PELAEZ, Lopes Antonio. Valores, Ciudadanía y Trabajo Social Comunitário: Capacitando a lãspersonas desde la experiencia comunitária. In: Política Social/Serviço Servicios Sociales. Madri: Ed. Alianza Editorial 2008, cap. 03 - p.85-108.

FLORIANÓPOLIS, 25 DE NOVEMBRO DE 2012.

1. Introdução
“Não vemos as coisas de maneira neutra, mas a partir de uma determinação cultural e forma de interpretação cultural e forma de interpretação”. O trabalho social demanda uma aproximação no âmbitodos valores: bem estar, felicidade, vida digna. “é através da interação que se fortalece as capacidades. (p. 85). O ponto de partida do trabalho social comunitário é a ‘questão social’: pobreza, desigualdade, violência desarticulação social, degradação da vida (...), herdamos um código genético e também um código social. A emancipação não pode ser vista de uma perspectiva individualista porque:1º Cada um é um produto social, diferente da visão neoliberal; 2º O próprio individualismo não permite uma gestão eficaz. (p.86).

2. Cultura valores e bem estar: para Uma cidadania democrática
É necessário analisar a relação que existe entre cultura, valores e bem-estar.

3.1 Componentes da cultura
As comunidades humanas são semelhantes. Há elementos comuns nas diversas sociedadeschamados de “universos culturais”. Cita tipologia de universos culturais de antropólogo G.P. Murdock descrevendo traços comuns. (cf. p.88). Em cada cultura podemos detectar pautas de comportamento e pensamento relacionadas com a sobrevivência no meio ambiente, reprodução e organização do trabalho e distribuição dos bens e serviços (...) junto com aspectos criativos, lúdicos e culturais. “Aquelesprincípios aceitáveis que distinguem bem do mal”, etc., (p.88).

3.2 Cultura e valores: é possível entre otimismo e relativismo e o materialismo cultural?
Evoluímos para uma cultura global? Para o Trabalho Social Comunitários deve fazer frente a atual conjuntura pela defesa da racionalidade científica (p.89).

3.3 Intercuturalismo e cidadania: como construir a identidade emsociedades complexas.
O conceito de personalidade básica é usado por todos os cientistas sociais para analisar o conjunto de traços sociais estereotipados que reproduzem os membros de uma cultura determinada. Três conceitos: pessoa personalidade e personalidade social (traços culturais que são incorporados pelos membros da sociedade) (p.95). Administrar a diversidade é chave para mobilizar a comunidadesheterogêneas na defesa de objetivos comuns. As pessoas recebem influências de outras culturas que muitas vezes entram em conflito, obriga a diálogos, compartilhamentos, este processo Garcia denomina interculturalismo. O Trabalho Social Comunitários deve partir de um duplo principio: a heterogeneidade de pessoas, grupos, etc. E a noção de cidadania democrática. A dignidade e igualdade é o motor quedinamiza a democracia como sistema de solução dos problemas mediante a participação e representação políticas ou na gestão interna de cada comunidade (p.96). Propõe a solução como ondas concêntricas que se espalham como a pedra atirada na água onde a igualdade está no centro (núcleo) (Cf. Gráfico 4 p.97). Atingindo igualdade jurídica e direito ao voto; educação, saúde economia, bem estar apoio àsituação dependência. Aí a importância para o Estado do Bem Estar social frente às políticas neoliberais.
3. Mercado e Pós modernidade: limites do individualismo
Um dos maiores contrastes sociais de nossas, sociedade pode denominar-se a ortodoxia neoliberal e o aumento da desigualdade provocada pelo sistema, e o aumento do consumismo. Os valores nas sociedades capitalistas do século XXI...
tracking img