Gageira

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 19 (4628 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 20 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Revista Brasileira de Terapia Comportamental e Cognitiva
versão impressa ISSN 1517-5545
Rev. bras.ter. comport. cogn. v.3 n.2 São Paulo dez. 2001
 
ARTIGOS
 
Terapia da gagueira em grupo: experiência a partir de um grupo de apoio ao gago
 
Therapy group of stuttering: experience with a support group for stutterers
 
 
Maria José Carli Gomes; Érica Ferreira Scrochio
UNIP - São José doRio Preto
 
 

RESUMO
Um Grupo de Apoio ao Gago, criado com objetivos de fornecer informações a respeito da gagueira, foi transformado em grupo de terapia a partir das necessidades e interesse de seus participantes. Foi elaborado um programa integrado de atuação fonoaudiológica e psicológica para o tratamento da gagueira. As sessões eram realizadas semanalmente e tinham a duração de 90minutos. Na atuação fonoaudiológica foram trabalhados aspectos da fala fluente e disfluente, tais como o ritmo, velocidade, organização, inteligibilidade e auto-monitoramento. A atuação psicológica foi conduzida dentro do referencial teórico da terapia comportamental e cognitiva, cujos procedimentos foram realizados com o objetivo de diminuir a ansiedade e a vergonha diante das situações temidas econstruir um repertório comportamental mais adaptativo. As autoras analisam a eficácia desse programa, desenvolvido num curto período de tempo e em grupo, sobre a severidade da gagueira dos participantes.
Palavras-chave: Gagueira, Terapia em grupo, Grupo de apoio.

ABSTRACT
A support group for stutterers, created in order to give information about stuttering, changed into therapy group due to theneeds and interests of the subjects. A completely integrate program for the treatment of stuttering was designed, with professionals from the areas of psychological therapy and speech therapy. The subjects had weekly sessions with 90 minutes of duration. On the speech session they emphasize aspects of fluent and not fluent speech as rhythm, speed, order, understanding and self-correction. Thepsychological sessions were conducted using the reference of behavior therapy, and the procedures intended to reduce the anxiety and the shame in frightful situations and build a more adaptive repertory of behavior. The authors analysed the efficiency of this program, developed in a short period of time and in group, about the subjects severity of stuttering.
Keywords: Stuttering, Group therapy,Support group.

 
 
A gagueira é um distúrbio da comunicação que se caracteriza por uma ruptura involuntária no fluxo da fala. As rupturas involuntárias são também chamadas de disfluência, mas nem toda disfluência é gagueira (Perkins, 1993; Yairi, 1997). As disfluências mais comuns na gagueira são as repetições de sílabas e de sons, os prolongamentos e os bloqueios. São também comuns na gagueiraos comportamentos motores associados como piscar de olhos, projeção da língua e alterações na velocidade e na intensidade da fala.
A gagueira apresenta diferentes estágios de evolução, do leve ao severo, pode ser intermitente e progressiva, com níveis variados de tensão. Os comportamentos associados ao quadro variam de indivíduo para indivíduo. A prevalência da gagueira, na população mundial, estáem torno de 1 % (Bloodstein, 1995), sendo mais freqüente em pessoas do sexo masculino, numa proporção de 3:1 (Andrews, Morris-Yates, Howie e Martini, 1991; Poulos e Webster, 1991). Esse distúrbio de fala tem caráter evolutivo e ela aparece geralmente na infância, entre as idades de 3 e 8 anos (Barbosa e Chiari, 1998; Ingham, 1989; Jakubovicz, 1986).
Para Van Riper e Emerick (1997), a gagueiratem três aspectos principais: (1) um comportamento de fala anormal na forma de repetições e prolongamentos de sons e sílabas, comportamento de tensão, esforço e tentativas de disfarçar ou esconder as interrupções da fluência; (2) perturbação emocional, que se reflete em reações fisiológicas de estresse e (3) atitudes negativas e ajustes no estilo de vida.
Variáveis situacionais e emocionais podem...
tracking img