Gadamer e koselleck

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1758 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 2 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Introdução.

O complexo debate entre Hans-Georg Gadamer e Reinhart Koselleck no que concernem suas visões sobre história, hermenêutica, compreensão, verdade e outros termos tão recorrentes na história da historiografia e nas ciências humanas, tem sua matriz na ontologia de Martin Heidegger. O presente texto tem a tarefa de expor de maneira sucinta e objetiva, suas concordâncias e suasdivergências. Contudo, convém em primeiro lugar, expor de maneira breve alguns conceitos da filosofia heideggeriana dos quais estes dois filósofos se apoiaram para construir seus argumentos e estabelecer um debate crítico principalmente sobre história e hermenêutica. Em seguida, pretende-se apresentar as ideias de Hans Georg Gadamer e seu debate com Koselleck para respondermos à questão proposta.Heidegger e o Dasein

Martin Heidegger, em seu ilustre livro “Ser e tempo” se esforça em construir uma filosofia na qual se pode pensar o homem, a partir do problema fundamental da existência no tempo. Em outras palavras, a existência do homem só pode ser compreendida através de sua experiência cotidiana prática e finita com o tempo. O termo alcunhado por Heidegger intitulado dasein, que pode sertraduzido como “ser-no-mundo” é chave para a compreensão de sua visão. Ora, sendo o homem finito e circunscrito naquilo que chamamos de tempo, o homem se entende como um ser que irá morrer. A consciência da morte é o que define para Heidegger a sua experiência temporal.
Nesse sentido, Heidegger procura também trazer o problema da história para o centro de sua filosofia, no sentido de que o homem,enquanto experimenta sua vida em sua experiência histórica com o tempo, a história cumpre um papel diferente no qual ela mesma constitui a própria essência existencial humana. Aquilo que seria o objeto da história, ou seja, o passado, não é um objeto que se encerra e tem um caráter fugaz e distanciado. A história se faz pela própria experiência do homem consigo mesmo, no constante devir de suaexperiência existencial. O homem age no mundo a partir de um conjunto diverso de determinações e intenções que não são objetivos, sendo o conhecimento, uma projeção prévia partindo de um contato com o mundo. A existência é um constante projetar-se e reprojetar-se no mundo através desse complexo esquema existencial de significações nas quais o homem está inserido. O passado exerce uma força sobre ohomem no que diz respeito às suas próprias expectativas. Novamente, esse passado é aberto à interpretações e possui agência sobre o homem.

Gadamer e Koselleck: Hermenêutica, Histórica

Hans Georg Gadamer, o mais longevo filósofo do século XX, constrói seu argumento em cima de algumas proposições de Heidegger. Em concordância com Heidegger, Gadamer afirma que o ato compreensivo é um constanteprojetar-se sobre o texto, e consequentemente, sobre o mundo. Nas palavras de Gadamer “o constante reprojetar-se que perfaz o movimento de sentido do compreender e do interpretar é que constitui o processo descrito por Heidegger”. Ora, o que se pretende, é que o leitor, ou melhor, o ato compreensivo, se apresente de maneira a examinar às próprias expectativas ao confrontar-se com o texto. Essemovimento circular que visa o confronto de suas próprias opiniões, o contato com o texto e o reconhecimento de seus preconceitos e o seu consequente exame, é aquilo que podemos chamar, grosso modo, de círculo hermenêutico.
Para este intento, Gadamer procura reabilitar o conceito de preconceito que teria sofrido uma drástica mudança. Em sua análise, o conceito de preconceito sofreu um enorme descrédito,fruto da filosofia do Aufklarung. Preconceito significa um juízo que se forma previamente sobre alguma coisa. Pela filosofia racionalista levada a cabo pelo Aufklarung, o preconceito só foi identificado pelo seu valor negativo, por subjugar tudo ao “tribunal da razão” e ao objetivismo levado pela filosofia do Aufklarung. Bem como o conceito de tradição que foi identificado como algo passível de...
tracking img