GÊNEROS TEXTUAIS E ENSINO DE LÍNGUA PORTUGUESA

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas: 9 (2096 palavras)
  • Download(s): 0
  • Publicado: 10 de outubro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
12

GÊNEROS TEXTUAIS E ENSINO DE LÍNGUA PORTUGUESA


RESUMO
Este texto tem como escopo fomentar a curiosidade do professor no que tange o
“verdadeiro” ensino de língua portuguesa sob as concepções de texto, gêneros textuais,
e, aos alunos o desenvolvimento da competência lingüística, para que saibam utilizá-la
nos diversos contextos de ensino e aprendizagem.
PALAVRAS CHAVES: Gênerostextuais, ensino e formação de professor.

INTRODUÇÃO
Segundo Bakhtin (2000) qualquer enunciado considerado isoladamente é,
claro, individual. No entanto, cada esfera de utilização da língua elabora seus tipos
relativamente estáveis de enunciados, sendo por isso denominado gêneros do discurso.
Já Marcuschi (2003) afirma que os gêneros textuais são fenômenos históricos
profundamente vinculadosà vida cultural e social. Fruto de trabalho coletivo, os
gêneros contribuem para ordenar e estabilizar as atividades do dia a dia. São entidades
sócio discursivas e formas de ação social incontáveis em qualquer situação
comunicativa.
A produção de discursos não acontece no vazio. Todo texto se organiza
dentro de um determinado gênero. Sob esta perspectiva, os PCNs (1998) apresentam os
váriosgêneros existentes que, por sua vez, constituem formas relativamente estáveis de
enunciados, disponíveis na cultura caracterizados por três elementos: conteúdo
temático, estilo e construção composicional. Pode-se ainda afirmar que a noção de
gêneros refere-se a “famílias” de textos que compartilham algumas características
comuns, embora heterogêneas, como visão geral da ação à qual o texto searticula, tipo
de suporte comunicativo, extensão, grau de literariedade, por exemplo, existindo em
número quase ilimitado. Sendo assim, denominam-se gêneros textuais, formas verbais
de ação social relativamente estáveis, realizadas em textos situados em comunidades de
práticas sociais típicas e em domínios discursivos específicos.
Martin (1985, p.250),nos apresenta o conceito de que gênerossão a forma
pela qual se faz coisas quando a linguagem é usada para realizá-las. Com influência de
Bakhtin(1987) e de expressivos antropólogos, sociólogos e etnógrafos, o autor tem uma
visão histórica dos gêneros e os toma como altamente vinculados com as instituições
que os produzem. A atenção não se volta prioritariamente para o ensino, mas para a
compreensão do funcionamento social ehistórico, bem como, sua relação com o poder.
Para Bronckart (1994, p.12), os gêneros constituem ações de linguagem que
requerem do agente produtor uma série de decisões para cuja execução ele necessita ter
competência; a primeira das decisões é a escolha que deve ser feita a partir do rol de
gêneros existentes, ou seja, ele escolherá aquele que lhe parece adequado ao contexto e
à intençãocomunicativa; e a segunda é a aplicação que poderá acrescentar algo à forma
destacada ou recriá-la.

13

Considerando-se os gêneros textuais formas verbais orais e escritas que
resultam de enunciados produzidos em sociedade e, no âmbito do ensino e
aprendizagem de português, são vias de acesso ao letramento, propõe-se que no ensino,
as atenções estejam voltadas para os textos que encontramos emnossa vida diária com
padrões sócio-comunicativos característicos definidos por sua composição, objetivos
enunciativos e estilos concretamente realizados por forças históricas, sociais,
institucionais e tecnológicas. Assim, a concepção de gênero diz respeito à forma, ao
conteúdo, aos propósitos comunicativos e ao percurso social. O gênero textual reflete
todo o processo social envolvido nacomunicação que encerra.
Em relação às práticas didático-pedagógicas de Língua Portuguesa precisa
considerar a heterogeneidade de textos existentes em nossa sociedade e levar em conta a
necessidade de tornar nossos alunos proficientes leitores e produtores de textos. O
desafio dos docentes está em criar situações em sala de aula que permitem aos alunos a
apropriação desta diversidade. Essa...
tracking img