Futuristas europeus

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1242 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 7 de maio de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
LITERATURA
Filippo Marinetti (22 de dezembro de 1876— 2 de dezembro de 1944) |

O nome mais importante da Vanguarda Futurista, Marinetti, nasceu em Alexandria, Egito, foi um escritor, poeta, editor, ideólogo, jornalista e ativista político italiano. Foi o iniciador do movimento futurista. Suas primeiras obras foram poemas que escreveupara revistas literárias e, mais tarde. para sua própria revista – Poesia que fundou em 1904. Entre as suas primeiras obras teatrais, incluem-se Bonecas Eléctricas (1909), publicado em Itália com o título Electricidade Sexual, que levou o tema dos robôs aos palcos uma década antes, inclusivamente, de Karel Capek utilizar pela primeira vez a palavra robô. Publicou no jornal Le Figaro (1909),de Paris, um famoso manifesto em que mostrou sua oposição às fórmulas tradicionais e acadêmicas, expondo a necessidade de abandonar as velhas fórmulas e criar uma arte livre e anárquica, capaz de expressar o dinamismo e a energia da moderna sociedade industrial, que é considerado o texto fundador do movimento futurista. Este não foi o único movimento italiano de vanguarda, tendo sido no entanto omais radical de todos, por pregar ruidosamente a antitradição. Indicava que as artes demolissem o passado e tudo o mais que significasse tradição, e celebrassem a velocidade, a era mecânica, a eletricidade, o dinamismo, a guerra. Marinetti radicou-se definitivamente na Itália e glorificou a Primeira Guerra Mundial como o mais belo poema futurista jamais escrito. Alistou-se no exércitoitaliano, defendeu a intervenção italiana na guerra e ingressou no Partido Nacional Fascista (1919). Politicamente foi um ativo militante fascista e chegou a afirmar que a ideologia do partido representava uma extensão natural das idéias futuristas. Filippo morreu aos 67 anos, em Bellagio, 20 dias antes do seu aniversário de 1944.

Guillaume Apollinaire(26 de agosto de 1880— 9 denovembro de 1918) |

Nascido em Roma foi um escritor e crítico da arte francêsa. Entre 1902 e 1907, em Paris, trabalhou como empregado de bancos e começou a publicar contos e poemas em revistas. Em 1907, conhece a artista plástica Marie Laurecin, com quem terá uma tulmutuada relação. É por essa época que decide viver de seus escritos. No começo de 1907, publica anonimamente As Onze Mil Varas. Em 1909publicou o seu primeiro livro oficial: O Encantador en Putrefacción, baseado na lenda de Merlin e Viviane, em suas obras, temas como exílio, sentimentos penosos de separação e atracção do exótico, são freqüentes. Apollinaire também apoia o nascente cubismo de Picasso e Braque (num famoso texto, Les Peintres cubistes, de 1913) e está em contacto com Marinetti e os futuristas italianos. Também em1913 publica Alcools, livro de poemas que abre um novo horizonte. Apollinaire, cuja vida decorre próximo da aparição do cubismo, aplica à sua poesia fórmulas de valor plástico. Assim, escreve diversos textos em que não utiliza sinais de pontuação e elabora os famosos Caligrames, poemas gráficos de notável lirismo visual. Há na sua lírica uma ritmo acelerado e uma intenção de simultaneidade que sãoo equivalente literário do cubismo pictórico. O ímpeto das suas imagens em liberdade leva-o aos limiares do surrealismo. Neste momento culminante da sua actividade literária, Guillaume, envolve-se na Primeira Guerra Mundial e em 1916 é ferido por uma metralhada na cabeça, de que se restabelece, mas dois ano depois o escritor morre, vítima de uma epidemia de gripe.

.
Vladímir Maiakóvski (19de julho de 1893— 14 de abril de 1930) |

O maior poeta russo moderno e um dos principais integrantes do movimento futurista em seu país, Maiakovski distinguiu-se como o mais ousado renovador da poesia russa no século XX. Sua obra, profundamente revolucionária na forma e nas ideias que defendeu, apresenta-se coerente, original, veemente, una. Nasceu na Geórgia, até então...
tracking img