Fundamentos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 16 (3836 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 4 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS



CURSO: SERVIÇO SOCIAL 3º SEMESTRE

DISCIPLINA: ORGANIZAÇÃO SOCIAL NO BRASIL

PROFESSORA TUTORA-Mª EDILENE XAVIER ROCHA GARCIA

TUTOR PRESENCIAL- TAÍS ANDRIOLLI















ANDRÉIA APARECIDA BELOTTI-RA-2315333098

CATIA REGINA PEREIRA DASILVA-RA-2338441616

REBECA DE PAULA-RA-2306310968

SUELI FERNANDES DE MIRA-RA-2361466764











RIO CLARO JUNHO DE 2012

APRESENTAÇÃO

INTRODUÇÃO

CIDADE DE DEUS

Neste grande sucesso de bilheteria nacional podemos acompanhar o desenvolvimento sociale cultural da marginalidade brasileira, pois retratam que a grande maioria da população pobre já esta predestinada a sofrer ou morrer na marginalidade, tudo se origina na década de 60 com a inútil tentativa de se criar gangues “fortemente” armadas dispostas a vencer á qualquer preço.

[pic]

Onde estava o poder público da época?

Corrompido por policiais não muito diferentes dos atuais oupor meio da repressão.

Tudo se passa em um bairro populoso composto em sua maioria por negros, pobres, resistentes em sua forma cultural, mas dispostos a em algum momento mudar essa história cruel e ao mesmo tempo reflexíssiva, é difícil imaginar como uma pessoa pode nascer má e se transformar em um adulto cruel como o jovem Zé Pequeno, nada de bom é observado neste personagem “fictício” ou realcomo os chefões do tráfico atuais que matam por qualquer motivo sem pensar na família de um cidadão ou mesmo no seu direito social de tentar buscar o melhor com o suor do seu trabalho.

Podemos identificar a violência como a forma social mais presente no cotidiano dos personagens observadas não apenas nas grandes cidades como nas comunidades em formação, a criminalidade assusta-nos há muitotempo.

Para identificar mós todos os envolvidos neste imenso processo de reformulação da sociedade ou mesmo no modelo atual de crescimento temos que analisar todos os pilares sociais.

A principal é sem duvida a pobreza, sem dinheiro não se consegue acesso á nada, se os meios, produtos e serviços são oferecidos porque não desfrutar destas oportunidades, infelizmente a alienação social dosexcluídos interferem em suas escolhas e sonhos, traçando sempre o caminho mais rápido e tortuoso para não viver em uma sociedade discriminatória as minorias se juntam e criam estilo, gírias, culturas e motivação boa ou ruim pra fazer a diferença.

[pic]

ATUAÇÃO DO ASSISTENTE SOCIAL DENTRO DAS POLÍTICAS PÚBLICAS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE

Marginalidade...

O termo marginalidade muitasvezes vai além do significado primeiro: estar à margem. O conceito de marginalidade pode ser atribuído no campo moral, no campo econômico e no campo social. Nestes casos está associado à “bandidagem”, à pobreza, à exclusão.

O grande aumento da marginalidade se deve exclusivamente as atividades ilícitas desenvolvidas por menores de idade ou mesmo crianças, além de proporcionar um modo de vidalucrativo, trás um aumento nas estatísticas do trabalho infantil,desencadeando uma triste consequência: a insegurança pública e o medo constante. Quem assume essa responsabilidade social o Estado ou as “famílias” em sua maioria compostas por mães alcoólatras ou mesmos dependentes químicas, esses filhos que são frutos de relacionamentos relâmpagos, sem uma estrutura familiar descente.

Comoproporcionar um futuro promissor?

Com um trabalho de políticas de inclusão social, economicamente viável ao governo e as famílias, o melhor caminho seria sem dúvida criar ou manter centros em que essas mães pudessem deixar seus filhos, e sair em para busca de um trabalho digno, enquanto eles seriam acompanhados por professores, psicólogos, educadores, uma equipe multidisciplinar em que sejam focados...
tracking img