Fundamentos sócio históricos e políticos da educação de jovens e adultos

Fundamentos Sócio Históricos e Políticos da Educação de Jovens e Adultos



Antes de ser considerado um ícone da pedagogia Paulo Freire foi importante
colaborador para a EJA, suas obras sempreserviram de embasamentos para a
educação e fez muitas críticas no que discerne a alfabetização de adultos. Inclusive
foi convidado em 1963 para atuar como presidente da Comissão Nacional de CulturaPopular e coordenar o Plano Nacional de Alfabetização, porém em 1964 instaura-se
o Golpe Militar e ele e outros intelectuais foram exilados.
A partir da década de 90 que a EJA enquanto modalidade daeducação
básica é ofertada nos níveis fundamentais e médio que está embasado na Lei
9394/96, com algumas falhas no sentido de garantir e incentivar a permanência dos
alunos. Ainda na década de 90percebesse criação de fóruns e encontros sobre a
educação de jovens e adultos.
Nos anos 2000 algumas condições básicas, como recursos que garantam a
oferta da EJA foram asseguradas através dasDiretrizes Curriculares Nacionais para
a Educação de Jovens e Adultos. Porém os dados revelam que existe um índice
altíssimo de analfabetismo, principalmente se foram analisadas regiões, áreas,
gênero,raça e faixa etária.
A prática pedagógica assim como cita FREIRE deve ser constantemente
repensada, pois tudo está em constante transformação e não há uma ficar parada,
pois pode se tornarobsoleto. Seguindo essa premissa, o professor em suas ações
deve estar atento para não considerar certo apenas as respostas prontas, na
verdade esse tipo de concepção deve ser repensada, pois enquantoprofessor deve
propor que o aluno se expresse segundo suas representações, que levante
questionamentos, colabore com suas experiências.

-1-

Para a educação de jovens e adultos é preciso que asações realizadas em
sala tenham sentido para a sua vida. Ou seja, é necessário que no processo de
ensino aprendizagem ocorram experiências que os conduzam a autonomia intectual,
moral, que sejam...