Fundamentos de economia capitulo 10

Determinação da renda e do produto nacional: O mercado de bens e serviços.

Introdução
A partir da crise de 29, a economia sofreu mudanças com as teorias de Keynes, cuja base se assenta nopressuposto de que é necessária a intervenção do governo para regular a atividade econômica. Teoria de determinação do equilíbrio da renda nacional: se divide em lado real e lado monetário.
Hipóteses domodelo básico
1. Economia com desemprego de recursos: a economia deve estar em equilíbrio abaixo do pleno emprego, produzindo abaixo de seu potencial.
2. Nível geral de preços constante: as empresas,estimuladas por um aumento da demanda, procuram elevar a produção e não os preços, porque têm capacidade ociosa.
3. Curto prazo: análise da teoria de determinação da renda no curto prazo.
4. Ofertaagregada potencial fixada em curto prazo: valor total da produção de bens/serviços finais à disposição da coletividade num dado período. Ela varia em função da disponibilidade de fatores de produção.Oferta agregada potencial: produção máxima da economia,
Oferta agregada efetiva: produção que está sendo efetivamente colocada no mercado, a que pode ocorrer sem que os fatores de produção estejamsendo plenamente empregados.

Princípio da Demanda Efetiva
5. Princípio da demanda efetiva (DA): soma dos gastos planejados dos quatro agentes macroeconômicos: despesas das famílias com bens deconsumo (C), gastos das empresas com investimentos (I), gastos do governo e despesas líquidas do setor externo (X – M).
Princípio da demanda efetiva: as alterações do nível de equilíbrio da renda e doproduto nacional devem-se exclusivamente às variações da demanda agregada de bens e serviços.

O equilíbrio macroeconômico
A situação de equilíbrio utilizando o nível geral de preços e produto real:Produto real = produto nominal/ nível geral de preços
Formato da curva de oferta agregada depende da hipótese sobre o nível de produto corrente da economia:
• economia com desemprego de recurso;...