Fundamentos de auditoria

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1229 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 24 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Sobre esse princípio, o art. 4º da Resolução CFC nº 750/1993 assim dispõe: Art. 4º O Princípio da ENTIDADE reconhece o Patrimônio como objeto da Contabilidade e afirma a autonomia patrimonial, a necessidade da diferenciação de um Patrimônio particular no universo dos patrimônios existentes, independentemente de pertencer a uma pessoa, um conjunto de pessoas, uma sociedade ou instituição dequalquer natureza ou finalidade, com ou sem fins lucrativos. Por conseqüência, nesta acepção, o Patrimônio não se confunde com aqueles dos seus sócios ou proprietários, no caso de sociedade ou instituição. Parágrafo único. O PATRIMÔNIO pertence à ENTIDADE, mas a recíproca não é verdadeira. A soma ou agregação contábil de patrimônios autônomos não resulta em nova ENTIDADE, mas numa unidade de naturezaeconômico-contábil. Desse modo, segundo o princípio da entidade, o patrimônio deve revestir-se do atributo de autonomia em relação a todos os outros patrimônios existentes, pois pertence a uma entidade, entendida como um sujeito suscetível à aquisição de direitos e obrigações. Como se observa, o cerne do princípio da entidade está na autonomia do patrimônio a ela pertencente.

Com a redação dadapela Resolução CFC nº 1.282/2010 , de acordo com o princípio da continuidade, pressupõe-se que a entidade continuará em operação no futuro e que, portanto, a mensuração e a apresentação dos componentes do patrimônio levam em conta esta circunstância.

Segundo a nova redação dada ao art. 6º da Resolução CFC nº 750/1993 , o princípio da oportunidade refere-se ao processo de mensuração eapresentação dos componentes patrimoniais para produzir informações íntegras e tempestivas. A falta de integridade e tempestividade na produção e na divulgação da informação

contábil pode ocasionar a perda de sua relevância, por isso é necessário ponderar a relação entre a oportunidade e a confiabilidade da informação

Integridade e tempestividade O princípio da oportunidade abarca 2 aspectos distintos,mas complementares: a integridade e a tempestividade. Por isso, muitos autores preferem denominá-lo de "princípio da universalidade". Em linhas gerais, a integridade diz respeito à necessidade de as variações serem reconhecidas na sua totalidade, isto é, sem qualquer falta ou excesso. Refere-se, pois, à completeza da apreensão, que não admite a exclusão de quaisquer variações monetariamentequantificáveis. Como as variações incluem elementos quantitativos e qualitativos, bem como os aspectos físicos pertinentes, e levando-se em conta, ainda, que a avaliação é regida por princípios próprios, a integridade diz respeito, fundamentalmente, às variações em si. Isso, todavia, não elimina a necessidade do reconhecimento das variações nos casos em que não há certeza definitiva da sua ocorrência,mas somente alto grau de possibilidade. Já a tempestividade obriga a que as variações sejam registradas no momento em que ocorrerem, mesmo na hipótese de alguma incerteza. Caso não seja seguido esse preceito, ficarão: a) incompletos os registros sobre o patrimônio; b) insuficientes quaisquer demonstrações ou relatos; e c) falseadas as conclusões, diagnósticos e prognósticos.

Esse princípiosofreu alterações. A Resolução CFC nº 1.282/2010 incorporou, a ele, o princípio da atualização monetária. Segundo a nova redação dada ao art. 7º da Resolução CFC nº 750/1993 , de acordo com o princípio do registro pelo valor original, os componentes do patrimônio devem ser inicialmente registrados pelos valores originais das transações, expressos em moeda nacional.

Nota-se que o referido princípiopassou a contemplar as seguintes bases de mensuração: a) custo histórico: os ativos são registrados pelos valores pagos ou a serem pagos em caixa ou equivalentes de caixa ou pelo valor justo dos recursos que são entregues para adquiri-los na data da aquisição. Os passivos são registrados pelos valores dos recursos que foram recebidos em troca da obrigação ou, em algumas circunstâncias, pelos...
tracking img