Fundamentos da química

ANNE GUEDES
JANIELLE BORGES
LUANA ALVES
PATRICIA DA SILVA
KAMAL FARAGE

ABORTO

RIO DE JANEIRO, 2013.
ANNE GUEDES
JANIELLE BORGES
LUANA ALVES
PATRICIA DA SILVA
KAMAL FARAGE

ABORTO

Trabalho de avaliação do curso Técnico em Enfermagem apresentado na Unidade Curricular Gestante, Parto e Puerpério, no Curso SENAC, Riachuelo Rio de Janeiro.Orientadora: Luciana

RIO DE JANEIRO, 2013.
Definição
Um aborto ou interrupção da gravidez é a remoção ou expulsão prematura de um embrião ou feto do útero, resultando na sua morte ou sendo por esta causada. Isto pode ocorrer de forma espontânea ou induzida, provocando-se o fim da gestação, e consequente fim da atividade biológica do embrião ou feto, mediante uso de medicamentos ou realizaçãode cirurgias.

Causas do aborto espontâneo
As principais causas de aborto espontâneo são:
* Problemas hormonais, infecções ou problemas relacionados com a saúde materna: Anomalias uterinas congênitas ou adquiridas, como, septo uterino, podem interferir com a implantação ideal e crescimento da gravidez. Infecção materna aguda, como, por exemplo, a herpes, pode levar ao aborto.Endocrinopatias maternas, a disfunção da tireoide, podem contribuir para um ambiente de acolhimento abaixo do ideal. Um estado de hipercoagulabilidade devido à trombofilia hereditária ou adquirida e anormalidades do sistema imune que levam à rejeição imunológica ou ao dano placentário são áreas ativas de investigação.
* Estilo de vida: O estilo de vida da gestante pode contribuir para um aborto, certohábitos como fumar em excesso, ingerir bebidas alcoólicas, uso de drogas, excesso de cafeína, e a ma nutrição.
* Anomalias congênitas: As anomalias congênitas são causadas por anormalidades genéticas ou cromossômicas e pela exposição a teratógenos. Teratógenos potenciais incluem distúrbios maternos como, por exemplo, o diabetes; drogas, como, a isotretinoína; estresse físico causado, por exemplo,por febre e produtos químicos ambientais, como o mercúrio.

* Idade da mãe: A idade avançada da mãe é um fator de risco para o aborto espontâneo em mulheres saudáveis. A frequência aproximada de abortos clinicamente reconhecidos de acordo com a idade materna é: entre 20 a 30 anos-9 a 17% / 35 anos – 20% / 40 anos – 40% / 45 anos – 80%.
* Distúrbios emocionais: Pacientes abordadoras derepetição ou habituais têm um perfil de estresse acentuado. Na verdade, trata-se de um circulo vicioso: a mulher fica ansiosa porque teme não conseguir levar a gravidez a termo e isso acarreta dificuldades de manter a gravidez e até mesmo de engravidar.

Causas do Aborto provocado
O aborto provocado não existe causas, porque a grávida e que decide interromper a gestação. Algumas das razões que podemlevar a gestante a praticar o aborto são:
* Razões de saúde: O motivo mais imediato é realmente o fato de a mulher ter problemas médicos que tornem perigoso levar a gravidez até ao fim. Estas razões não se prendem apenas com os aspectos físicos. Incluem também o aspecto psíquico.
* Malformação do feto: Muitos fetos, por diferentes ordens de causas, podem apresentar lesões e/oumalformações que comprometam o seu desenvolvimento e a sua vida futura, se chegar a nascer. Muitas mães, para evitar sofrimento desnecessário, a si e à criança, optam por abortar.
* Violação: Se a gravidez for resultado de violação, prolongar a gravidez é prolongar, eventualmente por muitos anos, a recordação de um ato bárbaro e inexplicável. Para evitar o prolongamento do trauma da violação, algumasmulheres optam por abortar.
* A idade da mãe: Os jovens iniciam cada vez mais cedo a sua vida sexual. Como a curiosidade e a pressão social precedem à maturidade, nem sempre se tomam as devidas precauções e muitas jovens adolescentes engravidam. Uma vez que uma gravidez precoce pode perturbar toda a vida futura de uma jovem, muitas optam por abortar, muitas vezes sem o conhecimento dos pais....
tracking img