Fundamentos da filosofia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1955 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 6 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
INTRODUÇÃO 
 
 
 
Inaugurada por Descartes, pouco depois que a reforma protestante, a filosofia moderna, proclamara o livre exame e a autonomia absoluta em matéria religiosa, num tempo em que os ataques da Renascença haviam desprestigiado as teorias tradicionais, a filosofia moderna rompeu definitivamente com o passado. Os seus representantes julgaram-se no dever de construir desde osalicerces sistemas inteiramente novos. 
A PARTIR DO SÉCULO XV, ocorreu uma série de transformações histórico-sociais na Europa que se refletiram na construção de uma mentalidade moderna. Entre elas estão: A passagem do feudalismo, um modo de organização social e político baseado nas relações entre os servos e os senhores feudais, para o capitalismo, um sistema econômico ou socioeconômicobaseado na propriedade privada dos meios de produção, no lucro, nas decisões quanto ao investimento de capital feitas pela iniciativa privada, e com a produção, distribuição e preços dos bens, serviços e mão de obra afetada pelas forças da oferta e da procura,  onde há o florescimento do comercio, e pelo estabelecimento das grandes rotas comerciais, o predomínio do capital e a emergência daburguesia; A centralização do poder através da monarquia absoluta; A quebra da unidade religiosa europeia, com o movimento da reforma, o que colocou o homem em condições de pensar livremente e responsabilizar-se por seus atos de forma autônoma; 
A invenção da imprensa, que possibilitou a impressão dos textos clássicos gregos e romanos que tanto contribuíram  para a mentalidade humanistarenascentista, bem como a divulgação de obras científicas, que a partir dai ficaram acessíveis a um número muito maior de pessoas, tornando maior o grau de  consciência e de liberdade de expressão. 
Todas essas transformações modificaram, em muitas regiões, o modo de ser e viver de grande número de Europeus. 
O movimento cultural que marcou essas transformações da mentalidade social foi chamado deRenascimento. O Renascimento inspirou-se no humanismo e por isso propiciou o desenvolvimento de uma mentalidade racionalista. Revelando maior disposição de questionar os mistérios do mundo, o homem moderno aguçou seu espírito de observação sobre a natureza, dedicou mais tempo  pesquisa, deixou a mente mais aberta ao livre exame do mundo. 
 
 
FILOSOFIA MODERNA 
 
Com a desintegração dofeudalismo na Europa a partir do século XII, começa a surgir um novo sistema econômico e social: o  capitalismo. E, também, uma nova classe social começa a se desenvolver e a ganhar importância: a burguesia. Esse período histórico chama-se História moderna, e vai do século XV ao século XVIII. As principais características desse período são: 
 Predomínio do capitalismo comercial, centralização do poder doEstado nas mãos de um rei, Criação de um sistema colonial principalmente na América, desenvolvimento progressivo do trabalho assalariado e a diminuição da importância e poder da Igreja Católica e das ideias religiosas. 
Na Idade Média europeia a religião Católica era base do pensamento, do conhecimento e da legitimação do poder e da vida social. A fé e a revelação eram o fundamento do pensamentoreligioso. 
Com o Renascimento (séculos XV-XVI), o homem é posto no centro do universo, o que coloca em questão o pensamento teocêntrico religioso anterior.  
Com o surgimento da Reforma Protestante (século XVI) há um questionamento dos dogmas da Igreja Católica e também uma quebra da unidade religiosa. Começa a nascer então o pensamento moderno. Ao critério exclusivo da fé e da revelação, oindivíduo moderno opõe o poder da razão.  
Surge então um pensamento crítico que questiona a autoridade religiosa. Uma das características do pensamento moderno justamente é o racionalismo, só a razão é capaz de levar ao conhecimento, e uma das suas principais preocupações é com o  método. O método sempre foi objeto de discussão dentro da filosofia,  mas não com tamanha intensidade como no século...
tracking img