Fsfsdfsf

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 94 (23459 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 12 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Univer sidade Feder al do Rio Gr ande do Sul
Instituto de Química
Ár ea de Educação Química

AGROTÓXICO E MEIO AMBIENTE:
Uma Proposta de Ensino de Ciências e
Química
Gilda Carraro

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL
INSTITUTO DE QUÍMICA
ÁREA DE EDUCAÇÃO QUÍMICA

Série Química e Meio Ambiente

AGROTÓXICO E MEIO
AMBIENTE: Uma Pr oposta de
Ensino de Ciências e de QuímicaGILDA CARRARO
Licenciada em Ciências - Fundação Educacional da Região dos Vinhedos
Licenciadsa em Química - Univerdidade de Santa Cruz do Sul
Especialista em Educação Química - UFRGS
Professora de Ciências e Matemática - Rede Municipal de Bento Gonçalves/RS
Professora de Química da Rede Pública do RS

PORTO ALEGRE
1997

L ISTA DE SIGLAS
ABEPAN
Ambiente

- AssociaçãoBento-gonçalvense de Proteção ao Meio

CEA/SE/RS - Comissão de Educação Ambiental da Secretaria da Educação
de Estado do Rio Grande do Sul
CIT

- Centro de Informações e Acessoramento Toxicológico

EMATER - Associação Riograndense de Empreendimentos Assistência
Técnica e Extensão Rural
SEC

- Secretaria de Educação e Cultura

UNESCO
a Cultura

- Organização das Nações Unidas para a Educação, aCiência e

SUMÁRIO

1
1.2
1.3
1.4
1.5
1.6

LISTA DE SIGLAS
INTRODUÇÃO
Educação Ambiental, um Desafio Presente
O Ensino e a Aprendizagem com Ênfase no Cotidiano
O Ensino de Ciências
O Ensino de Química
Proposta de Ensino
Objetivos Gerais da Proposta do Ensino de Ciências e Química

1
4
7
8
12
13

1.7

1.8
2
2.1
2.2
2.3
2.4
2.5
2.6
2.7
2.8
2.9
3
3.1
3.2
3.33.4
3.5
3.6
3.7
3.8

Tópicos do Currículo da Disciplina de Ciências, Enfatizando
Enfatizando a Educação ambiental, Abordando o Meio Ambiente e
os Defensivos Agrícolas
Tópicos dos Conteúdos da Disciplina de Ciências e Química
Sugestões de Atividades
Subsídios teóricos para a implantação da proposta de ensino
A História do DDT
Agricultura Brasileira
Agricultura e o DesenvolvimentoIndustrial Brasileiro
O Impacto Ambiental
Os Agrotóxicos e a Natureza
Defensivos Agrícolas
Métodos de Controle de Pragas
As formulações dos Defensivos Agrícolas
Volume de Aplicação
Classificação Toxicológica
As Intoxicações
Intoxicações, Sintomas de Alarme, Antídoto e Tratamento
Contaminação de Alimentos
A Indústria dos Princípios Ativos
Classificação dos Agrotóxicos de Acordo comRestrições ao Uso
Equipamentos de Proteção Individual (EPI’s)
Cuidados no Manuseio e Aplicação dos Defensivos Agrícolas
Primeiros Socorros a serem Tomados em caso de Ingestão
Acidental, Inalação ou Aspiração do Produto, contato com a Pele

14
14
26
34
34
40
40
42
42
45
48
49
50
50
51
52
57
58
59
60
60

3.9
3.10
4
4.1
4.2
4.3
4.4
4.5
4.6
4.7

ou Contato com os OlhosAções ou Lesões causadas pelos Agrotóxicos
Uso Seguro de Agrotóxicos
Controle Integrado de Pragas
Substituição do adubo Químico pelo Orgânico
Adaptação das Máquinas Agrícolas às nossas Condições de Solo
Preservação de Áreas Silvestres
Plantas Repelentes, Atrativas e Companheiras
Rotação de Culturas
Controle Biológico Natural
Controle por Substâncias Sexo-atrativas
Bibliografia
Anexos

6162
63
64
64
65
65
66
67
67
68
70
73

1. Educação Ambiental, um Desafio Pr esente
É no ambiente que todo e qualquer ser vivo busca suprir suas
necessidades básicas e essenciais à sobrevivência, que tem por objetivo primeiro,
a perpetuação da espécie ou a transmissão dos caracteres hereditários. Vencer as
dificuldades e desafios do ambiente é um problema para o homem, porém eletem
vantagens sobre os outros animais: pela inteligência, consegue vencer os
obstáculos, interferindo no meio em que vive.
Desta forma, faz-se necessário informar o homem sobre as interrelações
existentes no universo e possíveis conseqüências de todas as ações, e educar para
que todos assumam seus compromissos, havendo conscientização voltada à
realidade do ser humano. A qualidade de...
tracking img