Freud, vigotysky e piaget

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2241 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 24 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
INTRODUÇÃO

A noção do complexo de Édipo formulada por Sigmund Freud tem sido considerada por vários campos do conhecimento (Psicologia, Antropologia, História, entre outros) como uma referência importante para refletir sobre o papel da família na formação psíquica do socialismo indivíduo.
Nas últimas décadas essa noção vem sendo questionada sob vários aspectos, entre os quais destaca-se acrítica ao fato de que Freud a formulou pensando numa estrutura familiar tipicamente burguesa caracterizada pelo que se conhece como família nuclear constituída de pai, mãe e filho.
Hoje já se defende a tese da não universalidade do complexo de Édipo, nos termos formulados por Freud, visto que a família nuclear, concebida em seus modos tradicionais, não existe mais no mundo atual.
Mesmo os quetomam posições contrarias as teorias de Freud concordam que sem elas não teriam embasamento para estudos futuros do indivíduo com "ser social".
As diferenças entre Piaget e Vygotsky parecem ser muitas, mas eles partilham de pontos de vista semelhantes. Ambos entenderam o conhecimento como adaptação e como construção individual e concordaram que a aprendizagem e o desenvolvimento sãoauto-regulados.
Discordaram quanto ao processo de construção, ambos viram o desenvolvimento e aprendizagem da criança como participativa, não ocorrendo de maneira automática. Estavam preocupados com o desenvolvimento intelectual, porém cada um começou e perseguiu por diferentes questões e problemas.
Enquanto Piaget estava interessado em como o conhecimento é construído, e com isso, a teoria é umacontecimento da invenção ou construção que ocorre na mente do indivíduo, Vygotsky estava interessado na questão de como os fatores sociais e culturais influenciam o desenvolvimento intelectual.
















Vygotsky fez críticas ao pensamento Piagetiano ao participar da tradução de duas obras de Piaget para o idioma Russo em 1932, onde foi convidado a escrever o prefácio daobra “A construção do Pensamento e da Linguagem”.
Neste artigo Vygotsky deixa claro sua maneira diferente de pensar os processos cognitivos fazendo uma critica a Piaget.
Ambos os pensamentos devem ser levados em consideração ao estudarmos a linguagem, pois são referencias distintas de pensarmos á construção e a elaboração dos processos cognitivos na infância, em idades pré-escolarese escolares.
Até os dias atuais, os dois pensamentos influenciam os debates na Psicologia do desenvolvimento e socialização do indíviduo, visto em espaço intra-subjetivo (ou intramental) relacionado à Piaget e outra vista em seu aspecto intersubjetivo (ou intermental) relacionado à Vygotsky.
Falaremos agora sobre a visão piagetiana.
A discussão se dará tomando por basesua obra escrita em 1923, A Linguagem e o Pensamento da Criança. As criticas de Vygotsky baseiam-se neste livro, que contém o apogeu do pensamento piagetiano com a elaboração de suas principais idéias.
Para Piaget, o modo de funcionamento do pensamento infantil é diferenciado do modo de pensar adulto. Assim como Freud, Piaget é um dos pensadores que defende a idéia de que odesenvolvimento psíquico do ser humano teria um percurso de amadurecimento de formas infantis de construção e representação do mundo para categorias mais elaboradas na idade adulta.
O método clínico utilizado por Piaget (inicialmente usado com os próprios filhos) proporcionou uma forma mais profunda de abordar o funcionamento da mente do que apenas a mera observação do comportamento e suas relações como meio. A observação de crianças em situações de resolução de conflitos é necessária para a compreensão de suas estruturas mentais, suas relações com o meio e com o objeto avaliando as transformações durante o percurso do desenvolvimento.
Segundo Piaget, o elemento central do desenvolvimento infantil é o egocentrismo: a incapacidade de a criança diferenciar o seu ponto de vista para o...
tracking img