Freio

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 21 (5238 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 6 de julho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
A HISTÓRIA DOS FREIOS
“Tudo que se move tem que parar”
Iniciando com essa celebre frase, que nos remete a uma das grandes leis da física.
Reducionista - a Lei da Inércia, sabe-se que um dos grandes dilemas da humanidade foi proporcionado pela invenção da roda, que segundo pesquisas arqueológicas ainda não totalmente confirmadas, remonta o ano 3.000 AC e liga sua origem a civilização Suméria.A roda pôde igualmente ser encontrada na Mesopotâmia, junto aos Assírios, aos Egípcios, Hicsos, Romanos, entre outros.

Se por um lado a roda veio para ajudar e facilitar a vida do homem na locomoção, no transporte de cargas e outros gêneros e ainda, propiciando uma serie de outros inventos derivados que beneficiaram o desenvolvimento do nosso planeta, por outro ocasionava o paradoxo citado noinicio, ou seja, assim que um movimento se iniciava com a facilitação da roda, o que fazer para interrompê-lo.
Com base nesse questionamento e também em inúmeras vivencias não muito satisfatória, iniciou-se o desenvolvimento dos primeiros dispositivos de freios, que a principio eram muito rústicos e foram criados justamente para a finalidade de auxiliar o homem nos processos de interrupção demovimento dos carros primitivos, carroças e muitos outros, chegando ate os nossos veículos atuais, alem, e claro, para se evitar que algum veiculo se deslocasse quando estacionados em varias situações de piso.
Os primeiros freios eram constituídos por um dispositivo mecânico simples; uma alavanca com pilotagem e uma sapata de madeira montada na outra extremidade junto a roda, proporcionava aação de frenagem.
Depois, com o passar dos anos, vieram os freios de cinta. Usualmente eram constituídos por uma roda fixada ao centro do eixo traseiro do veiculo e ao redor dela uma cinta era montada, e sob as mesmas era inserido o material atritaste, que no inicio era o couro. Esse
Material apresentava problemas de perda das características de atrito em função da
Degradação térmica imposta pelaação de frenagem das sapatas sobre a roda.
Posteriormente começou-se a utilizar crina, cabelo, ou tecido de algodão umedecido em betumem para agregar fibras e permitir melhor conformação dimensional. Mais tarde, com a fibra de asbestos, essa tecnologia foi se desenvolvendo como veremos mais adiante. O sistema de acionamento desses freios era manual e feito através de simples alavanca presa a umsuporte.

Ha que se observar que esses freios eram sistemas abertos, sujeitos a intempéries e elementos como água, barro e areia ocasionavam problemas de contaminação e a consequente perda de sua eficiência. Outro ponto negativo era que o esforço mecânico sobre a alavanca de acionamento era alto para o condutor, não permitindo ação de frenagem em velocidades muito altas.
Outros freios muitocomuns nos primórdios da indústria automobilística mundial foram os freios de transmissão (Diferencial Banda Blake). Alguns desses freios alem de serem utilizados como freio de serviço, tinha como utilização secundaria o de reter o veiculo, ou seja, atuarem como freio de estacionamento.

Porem, com o passar dos anos os motores foram sendo gradativamente aperfeiçoado, o que trouxe como consequênciao incremento de velocidade dos veículos. Os freios também foram evoluindo, seguindo, claro, a mesma evolução dos veículos onde eram montados.
O moderno conceito de Freio a Tambor (Dom Blake) foi oportunamente inventado em 1902 pelo Frances Louis Renault, desenvolvido a partir de um sistema menos sofisticado que ele mesmo tinha montado em um veiculo Mayback 1901.

Nesses primeiros freios atambor, que passaram então a serem sistemas fechados e mais limpos, mas que eram porem, mais sujeitos a ação da temperatura, a ação das sapatas sobre o tambor era totalmente mecânica, também operada através de alavancas e hastes ou mesmo cabos (os antigos varões).

Como referencia histórica e curiosidade não pode deixar de citar a importância do Ford modelo T no desenvolvimento da indústria...
tracking img