Frei luis de sousa - telmo pais

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 3 (548 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 4 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Telmo Pais

Caracterização da Personagem

Telmo Pais – homem detentor de barbas e cabelo esbranquiçados, indício de que era já uma personagem de idade mais avançada. Era o antigo aio de D.João dePortugal e actual aio de D.Manuel de Sousa Coutinho e de D.Madalena de Vilhena (e subconsequentemente, da filha Maria). Escudeiro valido, era olhado com respeito. Era amigo. Era honesto e um bomconselheiro. Homem de confiança, amado e acarinhado pelos amos, era quase considerado como parte da família que servia. Possuidor de bastantes conhecimentos, era também uma pessoa que recorria muito acostumes e profecias. Telmo era amigo de Luís de Camões. Telmo Pais simbolizava, mais que tudo, a constante presença do passado que muitos queriam ser esquecido.

Telmo era uma personagemsebastianista: admirador de el-rei D.Sebastião, acreditava que este não tinha morrido e que voltaria um dia para uma época de grandeza. O aio sempre duvidou da morte de D.João de Portugal. Contudo, acabou por serevelar ser um “falso sebastianista”. Respeitava e amava mais que tudo e todos D.João de Portugal, seu antigo amo, mas, ao longo da obra, Telmo foi se apercebendo de que começou a amar demasiadoMaria, ainda mais do que amou alguma vez o seu antigo amo. Dito isto, Telmo no fundo não queria que D.Sebastião regressasse pois o regresso do rei implicaria o regresso de D.João de Portugal.

Ao longoda obra, a admiração e o respeito que o aio tinha por Manuel de Sousa Coutinho foi crescendo.

Passagens Textuais

Homem detentor de barbas e cabelo esbranquiçados
pág. 144; linhas 16 e17

Era o antigo aio de D.João de Portugal e actual aio de D.Manuel de Sousa Coutinho e de D.Madalena de Vilhena (e subconsequentemente, da filha Maria)
pág. 104; linhas 112 e 113Escudeiro valido, era olhado com respeito; era quase considerado como parte da família que servia; era amigo
pág. 102; linhas 37-39

Era honesto
pág. 120; linha 72...
tracking img