Frase complexa

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1454 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 6 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
FRASE COMPLEXA

A frase complexa ou pluri-oracional é aquela que contém dois ou mais verbos conjugados e, por consequência, duas ou mais orações.
Há duas maneiras de organizar estas orações na frase;

Coordenação

Os campos cobriram-se de flores e as árvores encheram-se de folhas.
oração coordenada oração coordenada

Subordinação

Os camposcobriram-se de flores quando a Primavera chegou.
oração subordinante oração subordinada



I . Coordenação


Várias orações da mesma natureza podem ser coordenadas umas às outras através de conjunções ou locuções coordenativas.

O sol nasceu. Toda a natureza despertou.

Estas duas frase simples — orações independentes — podem ser transformadas numa frasecomplexa, estabelecendo-se entre elas uma relação de coordenação através de uma conjunção coordenativa.

O sol nasceu e toda a natureza despertou.

Como se verifica, as orações coordenadas não dependem umas das outras; podem, por isso, separar-se e ocorrerem como orações independentes.



Classificação das orações coordenadas



1. Orações coordenadas copulativasO João entrou na livraria e comprou vários livros.
O João não entrou na livraria, nem comprou livros.

[ As duas orações foram ligadas por uma ideia de adição. Esta ideia é expressa pelas conjunções coordenativas copulativas.
A conjunção coordenativa copulativa pode não ser explicitada; neste caso, a ligação é feita pela pausa (código oral) e pela vírgula(código escrito). Sempre que isto acontece a coordenada chama-se assindética. Quando a conjunção está expressa, chama-se oração coordenada sindética.]



2. Orações coordenadas adversativas



Gosto de cinema, mas prefiro o teatro. [ =Porém; contudo; no entanto; todavia ]

As duas orações estão ligadas por uma ideia de oposição introduzida pela conjunção coordenativaadversativa.

3. Orações coordenadas disjuntiva
O avião atrasou, ou não chegou a partir.
As duas orações são alternativa uma da outra. A ideia de alternativa é introduzida pela conjunção coordenativa disjuntiva.

4. Orações coordenadas conclusivas

O autocarro teve uma avaria, portanto atrasou., [ logo; por consequência ]

A segunda oraçãoapresenta-se como uma conclusão da primeira. Esta ideia é expressa pela conjunção coordenativa conclusiva.


5. Orações coordenadas explicativas


O barco atrasou pois estava nevoeiro. [ porquanto ]


A oração introduzida pela conjunção coordenativa explicativa justifica a ideia apresentada pela oração anterior.




II. Subordinação

a. Aquela senhoragritou.
b. Aquela senhora foi assaltada.

Aquela senhora gritou quando foi assaltada.,
oração subordinante oração subordinada temporal

Aquela senhora gritou porque foi assaltada.,
oração subordinante oração subordinada causal


Como se verifica, estabeleceu-se uma relação de subordinação entre as frases simplesa. e b., transformando-as em frases complexas. Na primeira destas, a ligação foi estabelecida através da conjunção subordinativa temporal quando; na segunda, a oração subordinada foi introduzida pela conjunção subordinativa causal porque. Em ambos os casos se observa que as orações subordinadas, quando foi assaltada e porque foi assaltada, apenas podem ocorrer em articulação com a oraçãoprincipal ou subordinante Aquela senhora gritou.
As orações subordinadas estão, por consequência, dependentes das orações subordinantes. Esta dependência pode ser estabelecida por:

conjunções ou locuções subordinativas: Ela gritou para que a socorressem.

pronomes ou advérbios relativos: O rapaz que caiu magoou-se.


pronomes ou advérbios interrogativos: Ele...
tracking img