Frank

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (469 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 12 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
“A violência dos opressores, que os faz também desumanizados, não instaura uma outra vocação – a do ser menos. Como distorção do ser mais, o ser menos leva os oprimidos, cedo ou tarde, a lutar contraque os fez menos. E esta luta somente tem sentido quando os oprimidos, ao buscarem recuperar sua humanidade, que é uma forma de cria-la, não se sentem idealistamente opressores, nem se tornam, defato, opressores dos opressores, mas restauradores da humanidade em ambos. E aí está a grande tarefa humanista e histórica dos oprimidos – libertar-se a si e aos opressores. Estes, que oprimem, explorame violentam, em razão de seu poder, não podem ter, neste poder, a força da libertação dos oprimidos nem de si mesmos.”(p.30-31)
Em relação à definição de oprimidos e opressores pode haver algumascontradições; o que torna os opressores desumanizados é sua violência, e essa violência faz com que os oprimidos tendam a reagir lutando contra quem os oprime, contra quem os fez menos.Essa luta sóadquire sentido quando o ser menos, ao buscar sua humanização, não se reconhece opressor devolvendo a quem o oprimiu tal violência.A libertação se dá á medida que o oprimido reconquista sua humanidade emambos os papéis que possivelmente ocupa o do ser mais e o do ser menos.

A superação da contradição opressor-oprimido não pode ser idealística. Demanda reconhecimento da opressão e ação libertadora.Os oprimidos precisam vislumbrar a situação opressora como limite a ser transposto, e não um destino fatal. E os opressores necessitam confrontar-se com o oprimido concreto, não abstrato.
ParaFreire, portanto, falar de libertação significa admitir uma estrutura produtora da opressão e a introjeção do opressor pelo oprimido. A opressão se verifica externa e internamente, nas estruturassócio-econômicas e na cultura, na objetividade do mundo e na subjetividade da consciência. 
Segundo Paulo Freire a libertação é um processo doloroso, pois depende do próprio individuo expulsar ou não o...
tracking img