Fracionamento da m.o

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1470 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 30 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
| METODOLOGIAANÁLISES DE LABORATÓRIO | FRACIONAMENTO DENSIMÉTRICO |
| LABORATÓRIO DE NUTRIÇÃO DE PLANTAS | |

INTRODUÇÃO

A matéria orgânica não complexada-livre também é denominada de Fração Leve-Livre da matéria orgânica do solo (FLL) e a matéria orgânica não complexada-oclusa pode ser denominada de Fração Leve Intra-agregado (FLI). Embora ambas sejam frações leves, a quantificaçãoseparada deve ser executada, principalmente se o objetivo do estudo da dinâmica da matéria orgânica do solo envolver modelos de simulação.
As frações leves-livres e leves intra-agregados são obtidas por separações seqüenciais em líquido denso, antes e após dispersão de agregados estáveis.

PRINCÍPIO

A matéria orgânica “leve” ou o “débris vegetal” é removida por flotação em solução densa deiodeto de sódio (NaI ±1,8g/cm3).

REAGENTES

* Iodeto de sódio comercial ou industrial (NaI);

VIDRARIAS

* Densímetro (30 cm de comprimento)
* Provetas de 500ml e 100ml
* 2 Beckers de 1L
* Frascos de plásticos de 80 ml
* Bastão de vidro
* Placas de petri
* Bolas de vidro

EQUIPAMENTOS

* Bomba de vácuo com sistema de filtragem.
* Filtros de fibra devidro tipoGF/A (2 microns)
* Mesa de agitação
* Estufa com ar forçado
* Balança digital com aproximação de 4 casas
* Dissecador
* Máscaras e luvas cirúrgicas

PROCEDIMENTO

1. Pesar 10,0g de TFSA num frasco de 80ml. Separe uma alíquota da amostra para determinar o teor de umidade atual, visando posterior apresentação dos resultados em relação ao solo seco. Importantefrisar que TFSA pode conter de 3 a 8% de umidade;

2. Utilizando uma proveta, adicione 70mL de solução de NaI (densidade igual a 1,80g cm3 determinada com hidrômetro) a cada frasco. Tolera-se variação na densidade de, no máximo, ±0,1g cm3, pois variações superiores resultam em problemas na dispersão da argila. Agite manualmente e sutilmente (aproximadamente 100rpm) por 30 segundos visandodispersar os agregados instáveis e permitir que a fração leve-livre atinja a superfície da suspensão. Pode-se também utilizar um bastão de vidro para auxiliar na disperção;

3. Após 48h, a flotação do material estará completa, então deve-se retirar toda a fração em suspensão no frasco com auxílio de um pincel ou espátula tomando-se todo o cuidado para que não haja agitação e conseqüentemente aressuspenção da amostra. Se não obteve-se sucesso na retirada de toda a fração pode-se fazer a sucção de parte do liquido (NaI + fração) com auxílio da bomba, com mínimo desperdício de NaI;

4. A fração leve (FL) aspirada juntamente com parte da solução de NaI é imediatamente separada por filtração a vácuo contendo um filtro de fibra de vidro previamente tarado (secos em estufa a 50-55°C, anotandoo peso com precisão de quatro casas decimais). A solução de NaI restante no frasco é retomada para recuperação. Visando eliminar o excesso de NaI, as amostras de FLL retidas nos filtros são copiosamente lavadas com água destilada no sistema em funcionamento. Após lavagem e antes de passar à próxima amostra, seque bem o receptor e os componentes do filtro com papel toalha.

5. O filtrocontendo a FLL é transferido para uma estufa para secagem a 60°C. Em seguida, é pesado com precisão de quatro casas decimais e finamente moído (granulometria < 0,177mm ou 80mesh) para posterior determinação do teor de carbono e nitrogênio totais;

6. No frasco contendo a amostra de solo sem a fração leve-livre deve-se colocar 2 bolinhas de vidro aferindo o seu volume para 70 ml com NaI. Agita-sedurante uma hora em mesa de agitação (200rpm) para que a matéria orgânica oclusa seja liberada e atinja a superfície do frasco. Para a separação da fração leve intra-agregados (FLI) deve-se repetir o item 3, 4 e 5.

7. Após a retirada das duas frações, nos fracos com as amostras devem ser acrescentados 0,5g de hexametafosfato de sódio completando-se seu volume para 70ml com água destilada,...
tracking img