Forte do castelo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1421 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de março de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
FACULDADE INTEGRADA IPIRANGA/FAZ
CENTRO DE ESPECIALIZAÇÃO

ATIVIDADE EXTRA CLASSE: MUSEU DE ARTE SACRA E FORTE DO CASTELO

BELÉM – PÁ
2011
ATIVIDADE EXTRA CLASSE: MUSEU DE ARTE SACRA E FORTE DO CASTELO

Relatório da atividade extra classe no Museu de Arte Sacra e Forte do Castelo, exigido como requisito avaliativo na disciplina, Ponto para o Ensino de História Afro-Brasileira e Indígenado Curso de Ensino de História das Faculdades Integradas Ipiranga/faz.
Orientador: Prof. Drº Raimundo Diniz.

BELÉM – PÁ
2011

INTRODUÇÃO
A presente disciplina Ponto para o Ensino de História Afro-Brasileira e Indígena preocupou-se em proporcionar aos acadêmicos de especialização, do curso Ensino de História momento fundamental para o processo de formação, no qual possibilitou atividadeextra classe em uns dos pontos turísticos de Belém. O mesmo visa proporcionar aos participantes, mais informações e criticidade relacionando aos textos discutidos.
Nesse sentido, nota-se a necessidade de potencializar a ação do professor, procurando incentivá-lo a assumir seu papel de formador.
Foi nessa perspectiva, que a disciplina exigiu a participação dos acadêmicos na atividade extra classe,juntamente com a elaboração do relatório, relatando ordenadamente aquilo que se viu, ouviu e observou.
Vale ressaltar, a importância deste trabalho para nós, pois o mesmo proporcionou a aquisição e a socialização do conhecimento. Mas mais estruturas, conforme os pontos a serem relatados.


ATIVIDADE EXTRA CLASSE: “MUSEU DE ARTE SACRA E FORTE DO CASTELO”
A atividade extra classe acima citadaveio para somar nosso conhecimento em relação ao que para nós acadêmico do curso de Ensino de História apesar de estarmos prestes a concluir, mas com relação ao museu de Arte de Sacra ainda é de conhecimento imaturo.
Fazendo um relato sobre o lugar visitado, vale ressaltar que. O Museu de Arte de Sacra está instalado no antigo palácio Episcopal, patrimônio tombado pelo governo Federal. Integra oProjeto Feliz Lusitânia, no qual também faz parte a Igreja de Santo Alexandre, do século XVII, onde pregou o padre Vieira.
A Igreja de Santo Alexandre foi a primeira a ser construída em terreno próximo ao Forte do Presépio, local onde começou a cidade. Sua arquitetura lembra as Missões Espanholas na America, constando com as linhas neoclássicas da igreja da Sé.
Ao entrar no museu fomosrecebidos por funcionários da Instituição no qual tivemos o acompanhamento de uma instrutora que nós deu toda as informações sobre o museu, as imagens, as capelas que ficam no interior e outros.
Segundo o relato da instrutora, em 1616 é o ano da chegada dos Jesuítas, o Museu de Arte Sacra, quase 300 anos hoje, é parte cultural não há mais missa, nem padre e nem paróquia, apenas é alugado para cerimôniade casamento colação de grau ou outro tipo de evento. Em seguida a instrutora faz um relato sobre os padres que tinham os irmãos da ordem que vieram da Europa para ajudar os que já se encontravam aqui.
Sendo que o objetivo dos primeiros missionários eram introduzir novos hábitos moraes e ensinar técnicas. Através dessa prática, os religiosos poderiam finalmente agrupar os indígenas e estabelecer ocristianismo na religião, o que estava também em jogo era converter as almas dos índios ao Catolicismo, e salva-los do fogo do inferno, imagens que os jesuítas carregavam normalmente para amedrontar os índios. Os primeiros missionários que vieram com esse propósito evangélico, foram os africanos da província de Santo Antônio.Os jesuítas da campanha de Jesus vieram, também, logo no começo dacolonização.
No ano de 1653, os jesuítas consolidaram suas missões trazem dos padres dedicados como João Felipe Bettendorff e João Daniel.
Os Carmelitas chegaram no ano de 1624, e dois anos depois recebiam o capitão Bento Marciel Parente um terreno especial para construir seu primeiro convento. Em pouco tempo, os carmelitas ocuparam áreas de difícil acesso, prestando serviços tanto para os índios...
tracking img