Formação social política economica

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 12 (2893 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 7 de outubro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Formação Social, Econômica do Brasil

DOURADOS-MS

2011

Curso: Serviço Social

Semestre: Segundo

Formação Social, Econômicas e Políticas do Brasil

ETAPA 1: O Período Colonial: Estrutura Econômica Política e Social
De acordo com Boris Fausto, O Brasil não foi descoberto pelos portugueses e sim “achado”, quando os portugueses chegaram ao Brasil eles não encontraram uma terravazia, esta terra já era ocupada pelos índios, donos da terra, os portugueses apenas colonizaram o Brasil. No “acha mento” do Brasil o cenário das desigualdades, a exclusão social e a violência foram descobertos também no mesmo dia, mês e ano. Quando os portugueses chegaram às terras brasileiras, os índios eram ingênuos, então nossos colonizadores se apropriaram das terras e com isso trouxeramarmas, violência e exploração. Os índios tinham sua civilização, sua forma de trabalhar, não eram individualistas e trabalhavam em grupo, mas foram forçados a trabalhar em lavoura canavieira, coleta de cacau, baunilha, pimenta, cravos, castanha do Pará, madeiras e em outras atividades. Era visível a desigualdade econômica, porque os portugueses chegaram às terras brasileiras com muitas jóias e bemvestidos, por sua vez, os índios não tinham o que vestirem eles improvisavam suas próprias roupas e plantavam para ter o que comer e sobreviver. Os portugueses não entendiam porque um povo tão ingênuo e simples como os índios conseguiam aparentar tanta felicidade enquanto os brancos se matavam pelo ouro das terras brasileiras. Com o intuito de expandir a economia da colônia, Portugal passou ainvestir na produção da cana de açúcar, idéia já utilizada na colonização da costa africana, mas para esse trabalho ter continuidade era necessária mão de obra e em uma tentativa de se conseguir trabalhadores deu inicio a escravização dos nativos. O contato entre esses povos, no entanto, trouxe conseqüências terríveis aos nativos, que passaram pelo julgo da escravidão e perderam as terras ondecostumavam habitar sendo obrigados a mudar para regiões distantes do litoral. Também sofreram com doenças trazidas pelos portugueses, pois não havia desenvolvido imunidade, o que causou a morte de milhares. Com o intuito de expandir a economia da colônia, Portugal passou a investir na produção da cana de açúcar, idéia já utilizada na colonização da costa africana, mas para esse trabalho ter continuidadeera necessária mão de obra e em uma tentativa de se conseguir trabalhadores deu inicio a escravização dos nativos. Porem, o sistema de escravidão não funcionava com os índios como Portugal queria, porque havia muita fuga, morte e inadequação. Os índios, hoje ainda vivem isolados e sem contato com o homem branco, mas boa parte deles está integrada à vida moderna. Existem muitos índios que vivem emcasas que têm luz elétrica e som. Já somam 5 mil os índios matriculados em universidades, estudando Medicina e Direito, por exemplo, e 20 mil os professores indígenas que ensinam nas línguas que falam,o jeito de eles explicarem como acontecem os fenômenos da natureza, como os trovões, a chuva é tudo mitológico.

ETAPA 2: Segundo Reinado: Transformações Socioeconômicas e Crise do Império
Osegundo reinado é um período na história do Brasil que compreende 58 anos, período regencial (1831 - 1840). O período iniciou em 23 de julho de 1840, com a declaração de maioridade de D. Pedro II, e teve o seu término em 15 de novembro de 1889, quando o império foi derrubado pela Proclamação da República. Caso se considere apenas o governo pessoal de D. Pedro II (1840 - 1889), compreende 49 anos deduração. É historicamente incorreto referir-se a este período como "segundo império", já que o Brasil teve um único período imperial contínuo, dividido em primeiro e segundo reinados. O segundo reinado foi uma época de grande progresso cultural e industrial, com o crescimento e a consolidação da nação brasileira como um país independente, e como importante membro entre as nações americanas....
tracking img