Formação politica no brasil

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas: 6 (1471 palavras)
  • Download(s): 0
  • Publicado: 27 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
RESENHA CRÍTICA

CARVALHO, José Murilo de.Cidadania no Brasil. O longo Caminho. 3ª ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2002.

Capítulo III: Passo atrás, passo adiante (1964-1985)
Passo atrás: nova ditadura (1964-74).
O rápido aumento da participação política levou em 1964, como em 1937, a uma reação defensiva e à imposição de mais um regime ditatorial em que os direitos civis epolíticos foram restringidos pela violência. A diferença foi a manutenção do funcionamento do Congresso e da realização de eleições no regime militar. Contudo, a repressão política dos governos militares foi mais extensa e mais violenta do que a do Estado Novo.
A ditadura alternou fase de repressão e abrandamento, sendo a fase de 1968 a 1974, a mais sombria da história do país, do ponto de vistados direitos civis e políticos. Nova lei de segurança nacional foi introduzida, incluindo a pena de morte por fuzilamento. No início de 1970, foi introduzido a censura prévia em jornais, livros e outros meios de comunicação. “O período combinou a repressão política mais violenta já vista no país com índices também jamais vistos de crescimento econômico. Em contraste com as taxas de crescimento, osalário mínimo continuou a decrescer”. Foi a época em que se falou no milagre econômico brasileiro.
A rápida expansão da economia veio acompanhada de grandes transformações na demografia e na composição da oferta de empregos. Houve grande deslocamento de população do campo para as cidades. Houve ainda mudança nos tipos de emprego. A ocupação no setor primário caiu de 54% do total em 1960 para30% em 1980. A ocupação no secundário cresceu de 13% para 24% no mesmo período e o terciário cresceu de 33% para 46%. Houve, sem dúvida, um crescimento rápido, mas ele beneficiou de maneira muito desigual os vários setores da população. A conseqüência foi que, ao final, as desigualdades tinham crescido ao invés de diminuir. Em resposta, grupos de esquerda começaram a agir na clandestinidade e adotartáticas militares de guerrilha urbana e rural.
Ao mesmo tempo em que cerceavam os direitos políticos e civis, os governos militares investiam na expansão dos direitos sociais. Em 1966 foi criado o Instituto Nacional de Previdência Social (INPS). Em 1971, em pleno governo Médici foi criado o Fundo de Assistência Rural (Funrural), que efetivamente incluía os trabalhadores rurais na previdência.Finalmente, “os eternos párias do sistema, os trabalhadores rurais, tinham afinal, direito a aposentadoria e pensão, além de assistência médica. ’’ A repressão inicial exercida contra esses sindicato, aliada às tarefas de assistência agora a eles atribuída, contribuiu muito para reduzir sua combatividade política e gerou dividendos políticos para os governos militares. O eleitorado rural os apoiouem todas as eleições, Não ficaram por aí as inovações no campo social. Empregadas domésticas e trabalhadores autônomos, as duas categorias ainda excluídas foram incorporadas em 1972 e 1973 respectivamente. Como coroamento das políticas sociais, foi criado em 1974 o Ministério da Previdência e Assistência Social.
Empossado, o general Ernesto Geisel assinalou para um lento retorno à democracia.Desta forma, o pontapé inicial da abertura partiu dos militares, não da pressão oposicionista. Esta aproveitou com inteligência o espaço que se abria e contribuiu decisivamente para levar a bom êxito a empreitada. Onze anos depois seria eleito o primeiro presidente civil, marco final do ciclo militar.
Em 1978, o Congresso votou o fim da censura prévia no rádio e na televisão, e o restabelecimentodo habeas corpus para crimes políticos. Em 1979, o Congresso votou uma lei de anistia, que embora polêmica, devolveu os direitos políticos aos que os tinham perdido e ajudou a renovar a luta política. Ainda em 1979 foi abolido o bipartidarismo forçado. Desapareceram Arena e MDB, dando lugar a seis novos partidos, sendo a criação do Partido dos Trabalhadores (PT) em 1980 a grande novidade no...
tracking img