Fordismo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1920 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de outubro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Módulo B - Âmbitos e Atores da Negociação Coletiva

Aula 3 – A Crise do modelo fordista

A ressaca do fordismo

ROBERT KURZ
Folha de São Paulo (18/09/2003)
Robert Kurz é sociólogo alemão, autor de "Os Últimos Combates" (Vozes).
Escreve regularmente na seção "Autores", do Mais!.Tradução de José Galisi Filho.

Durante muito tempo pareciam bem definidas as fronteiras entre amiséria em massa e as relativas condições de bem-estar coletivo. A linha demarcatória separava essencialmente o Norte do Sul do planeta. Essa constelação foi, no entanto, apenas um produto da história depois da Segunda Guerra.

Nos centros capitalistas, a mobilização das indústrias fordistas desencadeou um impulso sem precedentes de ocupação em massa e acumulação de capital, vinculados à ascensãodos sindicatos e da social-democracia. A "mobilização automotiva" da sociedade ia a par com a construção crescente de uma rede de seguridade social (o Estado de Bem-Estar Social), especialmente profunda na Alemanha Ocidental e, em parte, na França. Até mesmo no espaço do liberalismo econômico tradicional anglo-saxão, os governos trabalhistas no Reino Unido e a "grande sociedade" do presidenteLyndon Johnson, nos EUA, na tradição do "New Deal", geravam novas estruturas sociais.

O sociólogo alemão Ulrich Beck descreveu a ascensão social na era fordista do pós-guerra como "efeito elevador": apesar das permanentes diferenciações sociais, a sociedade como um todo era elevada a um patamar superior. Os salários reais se multiplicavam, enquanto as jornadas de trabalho, de modo inverso,declinavam constantemente. A expectativa geral de vida aumentava para todos por meio de um sistema médico melhorado.

Foi essa prosperidade sem precedentes do Norte que se tornou o paradigma extremamente atrativo do "desenvolvimento" para os países do Sul. Nisso se manifestou um paradoxo histórico, pois, enquanto no Sudeste Asiático e na África ainda eclodiam as últimas guerras dedescolonização, e, simultaneamente, nos países já descolonizados, articulavam-se os movimentos contra a dependência econômica da Europa Ocidental e dos Estados Unidos, o paradigma do desenvolvimento dos centros capitalistas era ainda, contudo, o modelo a ser trilhado. Os ex-colonizados desejavam crescer nas formas sociais dos antigos senhores.

Descolonização e esforços de independência econômicaeram determinados pelo desejo de atingir, por conta própria, a almejada prosperidade fordista e seu correlato patamar de consumo de massa, mesmo quando, a contragosto da superpotência americana, mecanismos de capitalismo de Estado em moldes soviéticos fossem preferidos. Uma alternativa histórica para a mobilização do "trabalho abstrato" e da "riqueza abstrata", como Marx denominara a lógica domoderno sistema de produção de mercadorias, não foi, no entanto, cogitada em nenhuma parte.

Enquanto os centros capitalistas, em especial nos Estados Unidos, projetavam para fora uma imagem política inimiga para os movimentos sociais do Sul, estes importavam, ao mesmo tempo, as estruturas da reprodução capitalista: o moderno trabalho assalariado e a apenas aparente isonomia burguesa darelação entre os gêneros, bem como os padrões e a imaginação do consumo ou o modelo do "Welfare State". Independentemente de orientação política durante a Guerra Fria, os "milagres econômicos" no Japão e, sobretudo, na Alemanha, eram tidos como os modelos secretos.

A verdadeira crise

Mas a "era de ouro" fordista do pós-guerra permaneceu, no entanto, para os países pós-coloniais do Sul,uma miragem. A tarefa de criar uma industrialização recuperadora, um consumo de massa e um "Welfare State" deu certo apenas por um curto período e em fórmulas de segunda mão. A distância que os separava dos centros econômicos já era muito grande, os custos prévios do "desenvolvimento" revelaram-se muito altos. O resultado foi um endividamento externo crescente. Quando a terceira revolução...
tracking img