Forcas de porter

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 25 (6131 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 12 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Marcelo Deluca* Mariane Ramos de Souza**

VAREJO SUPERMERCADISTA DA GRANDE FLORIANÓPOLIS: UMA ANÁLISE DAS CINCO FORÇAS COMPETITIVAS DE PORTER
Resumo: Este artigo descreve como funcionam as forças competitivas propostas por Michael Porter no varejo supermercadista da Grande Florianópolis, Santa Catarina. Trata-se de uma pesquisa qualitativa, com estudo multicaso, com predominância no estudo deestratégia, varejo e marketing de varejo. Nesta pesquisa, buscouse verificar como funcionam os concorrentes dos supermercados; a ameaça de novos entrantes no varejo supermercadista; a ameaça de produtos substitutos; o grau de poder de negociação dos fornecedores e o grau de poder de negociação dos clientes; e as forças competitivas que atuam com mais intensidade no varejo supermercadista daGrande Florianópolis. Conclui-se que duas forças representam maior impacto no mercado estudado: a rivalidade entre os concorrentes e o poder de negociação dos fornecedores. Palavras-chave: Varejo. Comércio varejista. Marketing. Planejamento estratégico. Concorrência.

RETAIL SUPERMARKETS IN THE GREAT FLORIANÓPOLIS: AN ANALYSIS OF PORTER´S FIVE COMPETITIVE FORCES
Abstract: This paper has theobjective of demonstrate how the networks of international businesses are indispensable to success in the global market and that they include not only large multinational companies but also small national business. By analyzing the operation models, structure and strategies of multinational companies, this work demonstrates the tendency towards a new model of multinational company called metanational.The paper presents the metanational model and its relationships with international businesses networks and external partners of the multinational companies different locations of operation. The main contributions of this work are: a) support to the proposition of the metanational model as a new paradigm for multinational companies; b) the study of international businesses networks integratingsmall national companies with large multinational companies; c) understanding of how the metanational model of multinational companies may help the dynamism and the competitiveness of small companies in the global economy. Key words: Multinational Companies. Businesses networks. Competitive Advantage.

* Mestre em Administração (UFSC). ** Pós-graduanda do Curso de Gestão Estratégica de Varejo(PROVAR – USP).

Revista de Negócios, Blumenau, v. 9, n. 1, p. 51-60, janeiro/março 2004

51

ARTIGO

Marcelo Deluca Mariane Ramos de Souza

1 INTRODUÇÃO Atualmente, há um grande número de estudos sobre varejo devido à sua importância na economia brasileira. Crescem, também, os estudos nas áreas de marketing de varejo e estratégia, o que reflete a preocupação cada vez maior dasorganizações com esse tema. Neste estudo, analisou-se como funcionam as cinco forças competitivas propostas por Porter no varejo competitivo da Grande Florianópolis, englobando as cidades de São José, Palhoça, Biguaçu, Santo Amaro da Imperatriz e Florianópolis. Para auxiliar esta análise, adotou-se como referencial teórico o modelo desenvolvido por Porter (1986) em seu livro Estratégia Competitiva. O presenteartigo encontra-se dividido em quatro partes: a primeira faz uma breve revisão da literatura sobre o assunto; a segunda apresenta a metodologia empregada para obtenção dos dados; a terceira relata os resultados obtidos com a pesquisa desenvolvida; e a última apresenta as considerações finais. 2 ESTRATÉGIA Alguns fundamentos e conceitos de visão estratégica utilizados pelos militares foram sendoabsorvidos pelas empresas, embora, conforme Motta (1993), o campo de guerra e o campo organizacional apresentem muitas diferenças e várias idéias de utilização de estratégias militares não possam ser adaptadas à administração. A contribuição militar na organização deu-se por meio de uma prática de definição clara de objetivos e de uma visão maior que se tem no horizonte organizacional. Também...
tracking img