fontes renovaveis

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2549 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 27 de maio de 2014
Ler documento completo
Amostra do texto
1. Modelo Atômico
Modelos atômicos foram sugeridos, desde a Antiguidade, por gregos como Demócrito de Abdera(420 a.C.) e Leucipo (450 a.C.), que já afirmavam que a matéria era composta por pequenas partículas que receberam a denominação de átomo, palavra que em grego significa indivisível. Esse modelo é um modelo filosófico sem forma definida e sem núcleo, e não tem nenhuma base científica.Desde então passou por modelos propostos por Dalton(1803) e por Thomson (1898), até chegar ao modelo mais atual que foi criado por Rutherford, em 1911. Segundo ele, o átomo consiste em um núcleo pequeno que compreende toda a carga positiva e praticamente a massa do átomo, e também de uma região extranuclear que é um espaço vazio onde só existem elétrons distribuídos.
Mais tarde, em 1914,Rutherford conceituou o núcleo atômico que é uma partícula que tem uma massa maior que a do elétron, mas se tratando da carga, o núcleo e o elétron possuem cargas iguais, mas de sinais opostos. Os elétrons possuem carga negativa e o núcleo possui carga positiva.
Rutherford, em 1920, afirmou que essa carga positiva deve-se à presença de prótons, nome proposto por ele. Em 1913, o átomo passou por umaperfeiçoamento realizado pelo físico dinamarquês Niels Bohr, que dividiu a eletrosfera em sete camadas, chamadas atualmente de camadas de valência.

1.1. Leucipo de Mileto e Demócrito de Abdera

Leucipo de Mileto (nascido em 500 a C.) e seu discípulo Demócrito de Abdera (460 a.C.) são geralmente apresentados juntos porque seus pensamentos constituem uma única doutrina reunida em vários textosconhecidos como a obra da escola de Abdera. Essa obra refere-se ao que chamamos de atomismo.









O átomo (do grego a-tomos, o não divisível, não mais cortável) é para esses filósofos o elemento primordial da Natureza. São indivisíveis, maciços, indestrutíveis, eternos e invisíveis, podendo ser concebidos somente pelo pensamento, nunca percebidos pelos sentidos.
A phýsis (natureza)é composta por um número ilimitado de átomos. Os átomos podem existir de formas variadas e habitam uma outra forma de infinitude: o vazio. Neste, os átomos se agregam, se desagregam, se deslocam, formando os seres que percebemos pelos sentidos (movimento).
Significa dizer que segundo a teoria atomística, só existem átomos e vazio. Significa também que nossos sentidos percebem uma realidadetransitória, mutável, mas ilusória, porque mesmo que apreendamos as mutações das coisas, no fundo, os elementos primordiais que constituem essa realidade jamais se alteram.
Assim, a mudança, a mutação, as transformações são explicadas pela agregação ou desagregação de elementos primordiais que somente conseguimos conhecer pelo pensamento. Não se trata de dizer que os sentidos provocam, então, ilusão,mas que o que sabemos pela percepção, por ser transitório, não se refere ao conhecimento, uma vez que o saber estaria em conhecer as formas dos átomos (se quadrada, redonda, triangular, etc.) para se compreender como cada umas destas designam uma qualidade dos objetos que percebemos (como por exemplo, um átomo triangular determinar uma cor ou um sabor).

1.2. John Dalton

Em 1803,durante uma conferência realizada na Royal Institution de Londres, John Dalton apresentou sua teoria atômica através de um trabalho intitulado “Absorption of gases by water and other liquids”, em tradução livre, “Absorção de gases pela água e outros líquidos”.









Quando a apresentação aconteceu, a explicação atômica da matéria, ou seja, a afirmação de que a matéria é constituída porpartículas indivisíveis, os átomos, não era uma ideia nova; Demócrito, que viveu cerca de 400 anos antes de Cristo, na Grécia antiga, já havia deixado registros sobre o tema. A própria palavra “átomo”, em grego, significa indivisível.
A diferença estava nas novas descobertas da ciência que permitiram a Dalton retomar as definições dos atomistas gregos e mostrar os átomos como partículas maciças e...