Fontes renovaveis

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 24 (5992 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
*

capa

Sumário

1. O que são substancias nocivas 4
2. História 4
3. Pontos Principais 5
4. Proliferação de substâncias nocivas 6
5. Lixo Nocivo 7
6. Descarga de lixo 8
6.1. No Estados Unidos 8
6.2. Em outros países 10
7. O Problema do Lixo 11
8. Poluentes tóxicos atmosféricos 13
8.1. Dióxido de Carbono (CO2) 13
8.2. Monóxido de Carbono (CO) 14
8.3.Dióxido de Enxofre (SO2) 14
9. Uso excessivo 14
9.1. Adubos sintéticos 14
9.2. Praguicidas 15
9.3. Agrotóxicos 16
10. Controle integrado de pestes 16
11. Acidentes envolvendo substâncias perigosas 17
11.1. Acidentes Químicos 17
11.2. Acidentes Nucleares 19
12. Substâncias tóxicas 20
13. Lixo Nuclear 21
14. Solucionando o dilema dos produtos tóxicos 22
15.Tratamento do lixo nocivo 22
16. Benefícios da redução do uso de produtos tóxicos 23
17. Incentivos do governo 24
18. Metais pesados 24
19. Substâncias nocivas no dia a dia 25
20. Bibliografia 25

Substâncias Nocivas e Resíduos

O que são substancias nocivas

Em poucas palavras, substâncias nocivas incluem qualquer substância que representa uma ameaça à saúde humana ou ao meioambiente.
Substâncias nocivas no meio ambiente são uma das ameaças ambientais mais insidiosas e pessoais, uma vez que elas abatem famílias e vizinhanças nos locais onde estas se sentem seguras: no trabalho, nas casas ou na mesa de refeições.
Um exemplo de uma substância nociva para a saúde que muitas pessoas não dão importância é a cafeína, essa causa grandes problemas à saúde humana.

HistóriaSubstâncias químicas são parte integral do dia-a-dia e, atualmente,  mais de 100 mil substâncias diferentes encontram-se em uso. Indústrias que produzem e utilizam essas substâncias têm um enorme impacto em termos de geração de empregos, comércio e crescimento econômico mundial.

Entretanto, apesar dos benefícios provenientes de substâncias químicas, é cada vez mais conhecido o potencialimpacto adverso que tais substâncias podem causar à saúde humana. Entre estas se incluem:

Substâncias persistentes, biocumulativas e tóxicas (PBTs); substâncias químicas cancerígenas ou mutagênicas, ou que afetam negativamente os sistemas reprodutor, endócrino, imunológico ou nervoso; produtos químicos que oferecem perigos imediatos (tóxicos, explosivos, corrosivos); poluentes orgânicospersistentes (POPs), gases causadores de efeito estufa e substâncias destruidoras do ozônio (ODS); resíduos hospitalares, caso não sejam adequadamente manejadas e descartadas.

Os impactos causados por estas substâncias no meio ambiente podem afetar espécies sensíveis e ecossistemas e até causar problemas em larga-escala, como a eutrofização da água e depleção do ozônio estratosférico.

Oprogressivo ritmo de crescimento da produção, do comércio e do uso global de substâncias químicas (o consumo de químicos em países em desenvolvimento pode chegar a um terço do consumo mundial em 2020) coloca países, populações e governos frente ao complexo desafio de descontinuar, limitar ou readequar o uso de substâncias químicas em função de suas consequências, seu desenvolvimento econômico etecnológico e capacidade de gestão.

A economia global está também testemunhando um aumento rápido na geração de resíduos perigosos (resíduos industriais, águas residuais, óleos, baterias usadas etc.). Tais resíduos não somente oferecem riscos por sua própria natureza, mas também apresentam o potencial de contaminação de grandes quantidades de resíduos não-perigosos, caso não manejados separadamente. Asegregação, o tratamento e o descarte apropriado de resíduos perigosos são, portanto, de grande importância.

A atuação do PNUMA nesta área inclui o papel de facilitador das negociações de tratados internacionais sobre químicos e resíduos, oferecendo Secretariado para:
 

* Convenção de Basiléia para o Controle dos Movimentos Transfronteiriços de Resíduos Perigosos e sua Disposição;...
tracking img