Fontes formais

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1853 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de março de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
ARTIGOS 

A TRAGÉDIA DE ANTÍGONA SOB A ÓTICA DE GÊNERO
Jeane Félix da Silva*
Este texto tem por objetivo fazer uma interpretação da peça Antígona, de Sófocles, visando, a partir da reflexão sobre o papel da mulher na tragédia grega, uma análise do dilema moral proposto no texto, enfatizando o agir da mulher numa sociedade extremamente machista.
A proposta aqui, não é a de analisar a tragédiagrega segundo a perspectiva tradicional de Aristóteles, e sim, uma análise a partir da ótica de gênero, ou seja, o estudo do comportamento de Antígona à luz do Feminismo Histórico. Embora o texto seja um clássico, o estudo do comportamento, arrojado e desafiador, de Antígona, será observado com o olhar de uma mulher do século XXI numa aproximação temporal que é possível pela atualidade da peça deSófocles.
Após a morte de Édipo Rei, suas filhas, Antígona e Ismene retornaram à cidade de Tebas onde os irmãos Etéocles e Polinices disputavam o trono. O acordo político feito entre os dois irmãos definia que eles se revezariam no poder por períodos de um ano. Etéocles seria o governante no primeiro ano e Polinices no segundo, e assim sucessivamente. Após o período de um ano, o acordo derevezamento entre os irmãos não aconteceu, pois Etéocles não cumpriu sua parte no acordo e não passou o governo às mãos do irmão. Etéocles e Polinices terminam mortos, um pela mão do outro.
Tebas, passa então, a ser governada por Creonte, que determina: para Etéocles um funeral com todas as homenagens cabíveis a um ex-governante tebano, visto que ele morreu lutando por sua cidade; e para Polinices, queera considerado um traidor, condenou-o a não ser sepultado, prometendo a morte a quem o enterrasse e desobedecesse assim, a lei dos homens**. Antígona, desrespeitando essa lei, enterra o irmão traidor, sem a ajuda da irmã Ismene. Para Leiria (2003, p. 2) “cria-se, dessa maneira, um conflito existencial entre as irmãs Antígona e Ismene, pois Antígona defende que a lei dos deuses deve prevalecer(lei do óikos) e Ismene crê que a lei dos homens (lei da polis) pode sobrepor-se a dos deuses”. Antígona resolveu enterrar o irmão, mesmo que para isso pagasse com a própria vida. Hêmon, noivo de Antígona e filho de Creonte, decidiu suicidar-se em frente ao túmulo da noiva, que fora condenada pelo tirano Creonte a ser enterrada viva. Eurídice, mãe de Hêmon e mulher de Creonte, também decidiu pelosuicídio após a morte do filho.
Qual o conflito moral e ético que se desenrola nesta história? No texto de Antígona, o grande conflito moral, a meu ver, é saber se Antígona agiu moralmente correto quando enterrou seu irmão mesmo, contra as leis da polis, ou não. Um outro conflito que podemos notar neste texto é o conflito entre o poder de Creonte (homem) desafiado e descumprido por Antígona(mulher). De acordo com Pires:
O conflito e o sofrimento são administrados pela regulação de uma ética trágica, na qual a morte não é estranha à vida, mas faz parte dela. A razão entra em cena para ofertar à narrativa mítica a logicidade histórica, explicitada no cumprimento da predestinação (PIRES, 2003, p.1).
A razão e a lógica, assim como o conflito e o sofrimento, são os pontos importantes de sedestacar no texto de Sófocles, visto que, estas categorias permeiam todo o texto do início ao fim.
A prevalecência da lei dos homens sobre a lei dos deuses (Leiria, 2003) é o dilema moral que perpassa toda a peça, e, sobretudo, como uma mulher teve a coragem de questionar a ordem imposta pelo governante. Para Leiria (2003, p.2) “trata-se de um relato que mostra a coragem e luta da figura femininade Antígona”.
As figuras femininas da peça são: Antígona e Ismene. Uma representa o comportamento permitido às mulheres na época, baseado na obediência e na submissão, e a outra, representa uma ruptura deste modelo, contrariando as normas e obedecendo aquilo que entendia como o mais correto. Enquanto Antígona representa à transgressão às características socialmente valorizadas (e atribuídas) nas...
tracking img