Fonoaudiologia escolar

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2168 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de junho de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
ULBRA
UNIVERSIDADE LUTERANA DO BRASIL
CENTRO DA SAÚDE E BEM-ESTAR SOCIAL
SAÚDE COLETIVA II

FONOAUDIOLOGIA ESCOLAR
PROGRAMA DE INSERÇÃO DO FONOAUDIÓLOGO NO AMBIENTE ESCOLAR

ALINE ALVES TEIXEIRA

CANOAS

2011

SUMÁRIO

1. INTRODUÇÃO... 3
2. OBJETIVOS... 4
2.1. Objetivos Gerais... 4
2.2. Objetivos Específicos... 4
3. REFERENCIALTEÓRICO... 5
5. CONCLUSÃO... 7
6. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS... 8

1. INTRODUÇÃO

A escola é um espaço de ensino, aprendizagem, convivência e desenvolvimento; um espaço de vida diária, privilegiado para promoção de saúde, pois representa um ambiente no qual as pessoas passam parte do tempo de sua vida e onde se formam valores fundamentais.

Considerando a escola como umespaço de relações interpessoais mediadas pela linguagem e sendo a linguagem o objeto de estudo da fonoaudiologia, o fonoaudiólogo escolar passa a ter um papel de extrema relevância nas instituições educacionais, uma vez que tem como proposta favorecer as condições de vida comunicativa.

Ele terá ação mais coletiva e irão estimular a linguagem oral e escrita das crianças, assim comoabrangerá todas as outras especialidades da fonoaudiologia (voz, audição e motricidade orofacial), utilizando para isso, músicas, jogos, artes, dramatizações, histórias, privilegiando a criatividade para alcançar seus objetivos.

A proposta do fonoaudiólogo escolar é a de promover saúde e não a de fazer clínica, já que a resolução de nº 239/99 do Conselho Federal de Fonoaudiologia – normatiza aatuação do Fonoaudiólogo Escolar/Educacional, mas deixa bem clara a proibição de atendimento clínico dentro da escola.

2. OBJETIVOS

2.1 OBJETIVO GERAL

• Detectar precocemente alterações na comunicação dos escolares e realizar orientações esclarecedoras na área da Fonoaudiologia Preventiva e desenvolver ações, com o objetivo de minimizar alterações na idade escolar.

2.2 OBJETIVOSESPECÍFICOS

• Desenvolver programas de Orientação Fonoaudiológica para os professores;

• Desenvolver programas de saúde auditiva e vocal para alunos e professores;

• Criar, promover e desenvolver programas que potencializem as habilidades lingüísticas dos alunos ligadas principalmente à aquisição da leitura e escrita;

• Acompanhar as crianças que realizam tratamento fonoaudiológico, orientandoPais, professores e equipe pedagógica;

• Realizar triagens com o objetivo de identificar rapidamente problemas de comunicação em alunos;

• Identificar os problemas fonoaudiológicos e de aprendizagem mais freqüentes na comunidade escolar.

3. REFERENCIAL TEÓRICO

O desenvolvimento da linguagem começa antes da criança nascer. Ainda dentro da barriga, o bebê já é capaz de responder a sons esensações, vivenciadas pela mãe.

Os primeiros anos de vida são importantes para a criança que se comunica através do olhar, do choro, do sorriso, dos gestos, a mãe deve estar atenta a esses comportamentos para responder as necessidades da criança com estimulação adequada a cada caso.

Desta forma, através da linguagem a criança tem acesso, antes mesmo de aprender a falar, a valores, crençase regras, adquirindo os conhecimentos de sua cultura. À medida que a criança se desenvolve, seu sistema sensorial incluindo a visão e audição se torna mais refinado e ela alcança um nível lingüístico e cognitivo mais elevado, enquanto seu campo de socialização se estende, principalmente quando ela entra para a escola e tem maior oportunidade de interação.

Para Cupello (2003), as fases dodesenvolvimento da linguagem da criança iniciam no choro ao nascer, quando pela primeira vez o oxigênio entra nos pulmões do recém-nascido, e expansão dos pulmões lhe traz uma sensação desagradável e o bebê chora, são os gritos reflexos do nascimento. Estes gritos são os primeiros sons emitidos pelo recém-nato.

Apresenta também o choro indiferenciado de 0 a 2 semanas quando o choro do bebê se dá...
tracking img