Fonetica e fonologia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 24 (5775 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 2 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Vozeamento de obstruintes: um estudo com surdos e ouvintes
(Voicing of obstruents: a study of deaf and hearing) Rosana Passos1, Thaïs Cristófaro Silva2
1, 2

Faculdade de Letras – Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) 2 CNPq, FAPEMIG rpassos@ufmg.br, thaiscristofarosilva@ufmg.br

Abstract: This paper analyses voice properties in obstruents in Brazilian Portuguese, and considers theoral production of severe deaf speakers who use the Brazilian Sign Language. Five experiments were carried out with six deaf participants and one experiment with six hearing participants. The acoustic analysis showed that deaf speakers produce only voiceless obstruents at the beginning of words, regardless of whether the voice property of the word initial obstruent was voiced or voiceless. Thenotion of covert contrast was taken into consideration to posit the hypothesis that a vowel which follows a voiced obstruent would be longer than a vowel which follows a voiceless obstruent. This hypothesis was proven to be correct offering, thus, evidence that covert contrast operates in a deaf person’s speech and enables the subject to discriminate between voiceless and voiced obstruents. Keywords:Usage-based Phonology; deafness; voicing; obstruents; covert contrast; acoustic phonetics. Resumo: Este artigo analisa as propriedades de vozeamento e desvozeamento das consoantes obstruintes do português brasileiro, em participantes surdos profundos pré-linguais usuários de Língua Brasileira de Sinais (Libras). Foram realizados cinco experimentos com seis surdos e um experimento com seis ouvintesdo grupo controle. A análise acústica dos dados revelou que os surdos desvozeiam todas as consoantes obstruintes em início de palavra, sejam elas em português vozeadas ou desvozeadas. A noção de contraste encoberto levou à formulação da hipótese de que a vogal que segue a consoante obstruinte vozeada é mais longa do que a vogal que segue a consoante obstruinte desvozeada. Tal hipótese foicomprovada, oferecendo evidências de que o contraste encoberto opera na fala dos surdos para discriminar obstruintes vozeadas de desvozeadas. Palavras-chave: Fonologia de Uso; surdez; vozeamento; obstruintes; contraste encoberto; acústica da fala.

Introdução
Este artigo analisa as propriedades de vozeamento e desvozeamento das consoantes obstruintes do português brasileiro na fala de surdos profundospré-linguais usuários de Língua Brasileira de Sinais (Libras).1 Pretende-se, sobretudo, contribuir com a discussão acerca da natureza do contraste encoberto, com foco na oralidade dos surdos. Há evidências de que a falta da audição interfere na entrada da informação, na percepção e na produção da oralidade dos surdos, principalmente na produção de sons com características articulatóriassemelhantes e que se distinguem somente pela propriedade de vozeamento (MADUREIRA; BARZAGHI; MENDES, 2002). A audição humana é, portanto, uma função complexa, que contribui para a troca de informação com propósitos de comunicação. Assim, a perda
1 Thaïs Cristófaro Silva agradece o apoio do CNPq através de Bolsa de Produtividade em Pesquisa, processo 304076/2008-2 e à FAPEMIG, através do ProgramaPesquisador Mineiro (PPM-IV), processo 00265-10. As autoras agradecem também à Universidade Federal de Minas Gerais, Faculdade de Letras e Programa de Pós-graduação em Estudos Linguísticos, pelo apoio ao desenvolvimento da pesquisa apresentada neste artigo.
ESTUDOS LINGUÍSTICOS, São Paulo, 41 (1): p. 51-63, jan-abr 2012

51

ou diminuição da audição limita o indivíduo quanto à comunicação, àsexperiências sociais, comportamentais, emocionais, linguísticas e pedagógicas. Este artigo se justifica por ampliar o conhecimento sobre os aspectos da oralidade de surdos profundos pré-linguais usuários de língua brasileira de sinais (Libras).2 Este artigo tem a seguinte organização: a próxima seção avalia aspectos da surdez, as características da oralidade dos surdos e apresenta informações sobre a...
tracking img