Fonemas e letras

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 45 (11221 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 17 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
HH

APOIO
À PRÁTICA
PEDAGÓGICA

CONTOS AFRICANOS
EDUCAÇÃO INFANTIL / CICLOS DE APRENDIZAGEM I e II/ EJA

Prefeito da Cidade de Salvador
JOÃO HENRIQUE DE BARRADAS CARNEIRO
Secretário Municipal da Educação e Cultura
NEY CAMPELLO
Coordenadora de Ensino e Apoio Pedagógico - CENAP
ANA SUELI PINHO

Equipe Técnica da Edição Original (1996)
Coordenação da Elaboração dos Cadernos
KadjaCristina Grimaldi Guedes
Consultoria
Maria Esther Pacheco Soub
Sistematização
Antônia Maria de Souza Ribeiro
Maria de Lourdes Nova Barboza
Elizabete Regina da Silva Monteiro
Edição Atualizada (2007)
Angela Maria do Espírito Santo Freire
Coordenação da reedição dos Cadernos
Maria de Lourdes Nova Barboza

A edição deste caderno atende aos objetivos da SMEC em dar suportedidático/pedagógico às atividades de sala de aula.

Esta publicação destina-se exclusivamente para uso pedagógico nas escolas Municipais de Salvador,
sendo vedada a sua comercialização. A reprodução total ou parcial deverá ser autorizada pela Secretaria
Municipal da Educação e Cultura de Salvador.

APRESENTAÇÃO

É com muita satisfação que a Coordenadoria de Ensino e Apoio Pedagógico - CENAP –
apresentaaos professores do Sistema Municipal de Ensino, a reedição dos Cadernos de
Apoio à Prática Pedagógica.
Nascidos em 1996, de um trabalho de vanguarda que conectava a teoria à prática da sala
de aula das escolas municipais, tais cadernos procuravam ser – e certamente ainda são –
um instrumento estratégico da nossa luta diária para aumentar os índices de desempenho
acadêmico dos alunos da RedeMunicipal de Ensino de Salvador.
Os Cadernos de Apoio à Prática Pedagógica apresentam vários blocos de sugestões com
diferentes gêneros textuais e algumas atividades voltadas para aquisição da base
alfabética e ortográfica dos alunos, subsidiando os professores no seu saber-fazer
pedagógico.
Acreditamos que quanto mais investirmos na formação continuada, na prática reflexiva,
na pesquisa desoluções originais, mais será possível uma progressiva redefinição do
nosso ofício de professor, no sentido de uma maior profissionalização.
Atualizamos e publicamos esses cadernos, apostando no potencial criativo dos
professores, tendo em vista o bem comum de todas as crianças, jovens e adultos que
freqüentam as escolas municipais de Salvador.
Sucesso professor, é o que lhe desejamos!

AnaSueli Pinho
Coordenadora da CENAP

INTRODUÇÃO
Na cultura africana a fala ganha força, forma e sentido, significado e orientação para a
vida. A palavra é vida, é ação, é jeito de aprender e ensinar. “O poder da palavra garante
e preserva ensinamentos, uma vez que possui uma energia vital, com capacidade
criadora e transformadora do mundo. Energia que possui diferentes denominações para
asdiversas civilizações, por exemplo, para os bantus essa energia é hamba, já para o
povo iorubá a energia é o axé.”1
A tradição oral pode ser vista como um cabedal de ensinamentos, saberes e
conhecimentos que veiculam e auxiliam homens e mulheres, crianças, adultos/as e
velhos/as a se integrarem no tempo e no espaço e nas tradições. Sem poder ser
esquecida ou desconsiderada, a oralidade é umaforma encarnada de registro, tão
complexa quanto a escrita, que se utiliza de gestos, da retórica, de improvisações e de
danças como modos de expressão.
A matriz africana mantém parte de sua essência pela tradição de contar e vivenciar
histórias míticas, consideradas práticas educacionais que chamam a atenção para
princípios e valores, para o autoconhecimento, socialização de saberes econvivência
comunitária.
Segundo Vanda Machado, “contar mitos, em muitos lugares da África, faz parte do jeito
de educar a criança que, mesmo antes de ir a escola, aprende as histórias de sua
comunidade, os acontecimentos passados, valorizando-os como novidade. Os mitos de
matriz cultural evidenciam valores de convivência e solidariedade, considerando:
Saber sobre si mesmo (autoconhecimento)....
tracking img