Fomento no brasil

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2559 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 4 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
RESUMO
É oportuno analisar o microcrédito como ferramenta de fomento ao empreendedorismo. Ampliar os serviços de crédito à base da pirâmide social visa mitigar as desigualdades e exclusão social, fatores contributivos que emperram o crescimento e desenvolvimento econômico. A inclusão social, através do empreendedorismo, tem sido objeto de estudos nas economias capitalistas. No sistema financeirotradicional, buscou-se contextualizar a concessão de crédito para a população de baixa renda, visando desenvolver o empreendedorismo como propulsor do surgimento de alternativas ocupacionais. Evidencia-se que a distribuição igualitária do crédito, mediante um sistema financeiro dinâmico, é preconizar o crescimento e desenvolvimento econômicos. Nesse sentido, o microcrédito pode ser um instrumentode amplo alcance às comunidades mais pobres, na promoção de mudanças sociais.

INTRODUÇÃO
Apresenta-se uma análise do microcrédito como fomento para o combate à pobreza, via empreendedorismo, voltado a uma parcela da população financeiramente excluída. Nesse sentido, o conhecimento e a experiência acumulados têm demonstrado que a pobreza é um fenômeno que se encontra diretamente relacionado àfalta de ocupação remunerada e que, as desigualdades existentes, entre as classes na sociedade, encontram respaldo na exclusão social. Nesse cenário, mitigar a pobreza passou a ter destaque no meio político e em estudos econômicos, especialmente em países com alto grau de desigualdade social, incluindo o Brasil. Dentre os inúmeros problemas, o que mais se destaca na sociedade moderna, é odesemprego, fator contributivo para emperrar o crescimento e o desenvolvimento econômicos. Dados indicam que o mercado de trabalho brasileiro tem passado por uma série de transformações em sua estrutura de ocupações e apontam para uma redução na taxa de assalariamento da população economicamente ativa. A contrapartida involuntária dessa situação tem sido verificada tanto na expansão da faixa detrabalhadores autônomos como na expansão de micro empreendimentos. Todavia, pelo próprio contexto em que surge essa tendência, está o curto horizonte de vida desses empreendimentos. Muhammad Yunus, Prêmio Nobel, em 2006, tornou-se conhecido por inovar a experiência do microcrédito no mundo, ao criar um banco do varejo – Grameen Bank. Yunus canalizou recursos financeiros próprios às classes menos favorecidase excluídas do sistema financeiro tradicional e evidenciou que, para as operações de microcrédito, se faz necessário levar em conta aspectos relevantes, tais como, econômico, cultural e político – inerentes a cada região. Com isso, manifestam que as operações de crédito não possuem uma fórmula padronizada e rígida, aplicável a determinada economia. Não se objetiva focar na pobreza, mas tornarevidente que a superação dela e a minimização dos seus efeitos são indispensáveis nas ações políticas e econômicas. A inclusão social, através da formalidade, tem sido objeto de análise nas economias capitalistas dos países emergentes, proporcionando importantes resultados sobre as sistemáticas adotadas.

HISTÓRIA DO FOMENTO PELO MUNDO
O FOMENTO EMPRESARIAL (também chamado faturação, fomentomercantil ou comercial) palavra em português, na etimologia latina diz-se factoring, é uma atividade milenar, cuja origem remonta ao Império Romano, revestindo-se de características de múltipla e variada função. A forma de obter e transferir recursos a terceiros surgia como necessidade do tráfego de mercadorias e foi utilizada pelos povos antigos: Caldeus, Babilônios, Gregos, Etruscos, Fenícios eRomanos, dentre outros que faziam comércio no Oriente e no Mediterrâneo. Os registros históricos mostram que o comércio é tão antigo quanto à humanidade. Alguns pesquisadores vão buscar no CÓDIGO DE HAMURABI as origens históricas dos bancos e de outras atividades comerciais relacionadas com o crédito, dentre as quais, o Fomento (factoring). Daí afirma-se que as origens do Fomento perdem-se em tempos...
tracking img