Fome e cidadania

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 14 (3328 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 7 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
BOLSA FAMÍLIA: AVANÇOS E RETROCESSOS. SERÁ O PROGRAMA A PORTA DE SAÍDA PARA A MISÉRIA NO BRASIL?


Camilla Maria de Sousa – Bolsista PIBIC-UFG/Campus Catalão.
camilla.ufg@gmail.com
Prof. Dr. José Henrique R. Stacciarini – Orientador – UFG/Campus Catalão.




INTRODUÇÃO
“A fome assumiu hoje um novo caráter, tornando-se menos perceptível.Atualmente morre-se mais discretamente. A pobreza banal, a má-nutrição
silenciosa, as carências alimentares invisíveis são, talvez, mais mortais
que os grandes acidentes que nos incomodam de vez em quando. A fome
ultrapassa a calamidade”
(PEREIRA, 1996)


Há várias décadas que a população não só brasileira, mas no mundotodo, sofre com a fome. Uma das principais causas desse problema no Brasil é a desigualdade social que teve início no período da colonização e se arrastou por vários séculos até os dias atuais. O fato é que a sociedade brasileira sempre se manteve distante dos problemas sociais existentes e as “políticas públicas” do século passado estavam voltadas para um crescimento a qualquer custo, mesmo que opreço a pagar fosse contabilizado em milhões, para ser mais preciso 32 milhões é o número de pessoas que passam fome no Brasil.
É possível perceber que com o modo de produção capitalista foram realizados grandes avanços no melhoramento da produção, a diversidade, a quantidade, a especialização de produtos e mão de obra, por um lado parece excelente. De fato, podemos produzir em maiorquantidade e diversidade, porém do outro lado está uma mão de obra extremamente explorada e sem condições de ter acesso ao mínimo para sobreviver.
Segundo a Constituição Federal no artigo 3º é dever do Estado “construir uma sociedade livre, justa e solidária; garantir o desenvolvimento nacional; erradicar a pobreza e a marginalização e reduzir as desigualdades sociais e regionais;promover o bem de todos, sem preconceitos de origem, raça, sexo, cor, idade e quaisquer outras formas de discriminação.” Ou seja, é garantido por lei a condição de uma vida digna a todos os brasileiros e mesmo assim, existem em muitas cidades verdadeiros “bolsões” de pobreza onde falta tudo, do alimento à condição mínima de higiene e sobrevivência..
O que dizer de um país que está entre osmaiores produtores do mundo, chamado até de “celeiro do mundo” e tem 1/6 da população vivendo na miséria? Como pregar a democracia sendo que, segundo pesquisas do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia Estatística), 32 milhões de brasileiros quando acordam não sabem se farão alguma refeição durante o dia. Como necessidade humana e ética, esta situação degradante deve ser erradicada de todos os paísesno mundo.
Atualmente, muitos trabalhos envolvendo ONG,s, entidades religiosas, universidades e governo estão sendo desenvolvidos na busca para melhorar a condição de miséria de milhões de brasileiros. É uma parceria importante para que avanços realmente significativos sejam feitos e a luta pela cidadania não fique apenas em discursos demagógicos e eleitoreiros. Trata-se de umaquestão séria, e como tal, merece o envolvimento de toda a sociedade para que esses projetos de erradicação da fome saiam do papel e traga uma melhor condição de vida a todos.


BOLSA FAMÍLIA: AVANÇOS E RETROCESSOS. SERÁ O PROGRAMA A PORTA DE SAÍDA PARA A MISÉRIA NO BRASIL?


No Brasil, vale frisar, para entender a desigualdade social é preciso olhar o processo de colonização donosso país que foi feito sob suor e sangue dos escravos e depois de libertos ficaram totalmente desamparados pela sociedade e ainda, a exploração da mão de obra, as péssimas condições de trabalho, o trabalho infantil são formas que o dono do capital encontrou para fazer valer a “mais valia” ou o lucro acima de tudo, agravando os problemas sociais brasileiros. Historicamente, a fome sempre...
tracking img