Folclore brasileiro.

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 23 (5661 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Folclore Brasileiro


Brasil é um país muito rico em manifestações folclóricas. As lendas, tradições, festas, canções e danças típicas de cada uma das nossas regiões constituem o que há de mais expressivo na cultura popular brasileira.
A palavra folclore é originada do inglês (folk = povo + lore = saber) e pode ser entendida como “sabedoria do povo”. Esta definição reforçao caráter popular das manifestações folclóricas que, introduzidas no ambiente escolar, podem ajudar as crianças a compreender um pouco mais os valores nacionais. A primeira lição é saber que as culturas negras, indígenas e européias estão fortemente presentes no folclore brasileiro.
Sabemos que o folclore existe na cultura popular, e um exemplo disso são as adivinhas, brincadeiras quefazemos com a família, vizinhos e amigos: “O que é o que é?” Você também já deve ter ouvido sua mãe dizer coisas do tipo “Filho de peixe peixinho é!”, “Água mole em pedra dura tanto bate até que fura!”, “A Cuca vai te pega!”. Pois é, provavelmente ela ouviu isso dos próprios pais, que ouviram dos pais deles, e assim por diante.
Mas quem criou esses mitos, essas lendas e essas frases?Ah, com certeza todas tiveram um autor, só que foram tão repetidas pelo povo, no dia-a-dia, que ninguém mais sabe de quem é a autoria. Essas coisas do folclore nós conhecemos geralmente porque ouvimos dizer, e algumas delas são muito, muito antigas.


Mitos e Lendas


Os mitos e as lendas são histórias populares, que vão passando de geração em geração através de narrativas orais ouescritas. Muitas vezes, as lendas são inventadas pelo povo para tentar explicar os fenômenos que não são compreendidos.


Alamoa

É o vulto branco de uma mulher linda, nua, loura, que aparece a dançar na praia, iluminada pelos relâmpagos de uma tempestade que se aproxima.
Reside em um dos picos da ilha, para onde leva os homens que se apaixonam por ela. Lá, transforma-se emcaveira. (Mito da ilha de Fernando de Noronha).


Alma do padre Aranha

Assombração de rancho e encruzilhada, que surrava tropeiros vadios. Se deixavam uma correia largada no chão, esta começava a dobrar e dava-lhes um surra. (Corrente em São Paulo).


Açúcar e a Cachaça

Jesus Cristo passava por uma estrada e, debaixo de sol forte, morria de fome e de sede. De repente,avistou um canavial. Então, sentou-se numa sombra entre as folhas, refrescou-se do calor, descansou, chupou uns gomos e matou a fome.Ao sair, abençoou as canas, prometendo que delas o homem haveria de tirar um alimento bom e doce.
No outro dia, na mesma hora, o diabo saiu do fogo do inferno, com os chifres e o rabo queimados.Galopando pela estrada, foi dar no mesmo canavial.
Mas, desta vez,as canas soltaram pêlos; e o caldo, que estava azedo, queimou-lhe a garganta.O diabo, furioso, prometeu que da cana o homem tiraria uma bebida tão ardente como as caldeiras do inferno. É por isso que da cana se tira o açúcar, benção de nosso senhor, e a cachaça, maldição do diabo.


Ana Jensen

Mulher que judiava de escravos. Agora, aparece nas ruas de São Luís, no Maranhão, emcarruagem tomada pelo fogo e puxada por cavalos sem cabeça.


Angoera

Índio guarani, homenzarrão atlético, sisudo e calado. Batizado, tornou-se folgazão, alegre, doido por danças. Vive a brincar dentro das casas, sem ser visto. Até sapateia o fandango.


Anhangá

Veado com olhos de fogo, que além de enganar os caçadores, desviando o tiro de suas armas rumo às pessoasqueridas, traz febre e loucura para quem o v6e. (Mito geral no Brasil).


Arranca-Línguas

É um macaco-homem, enorme. Atordoa e mata os animais a murros. Alimenta-se das línguas de bois e vacas. (Mito de Goiás).


Barba-Ruiva

Homem encantado. Tem cabelos e barba avermelhados, ruivos. Costuma aquecer-se ao sol, deitado na areia da lagoa. Quando sai da água, apresenta...
tracking img