Florestan fernandes

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 14 (3486 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 17 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
“A Integração do Negro na Sociedade de Classes”:
uma difícil via crucis ainda a caminho da redenção
Autor: Florestan Fernandes
Resenhado por: Gilcerlândia Pinheiro de Almeida Nunes (UFRN)1
Florestan Fernandes teve sua vida dedicada aos estudos de Sociologia, à docência e à educação
de forma mais ampla (ele acreditava que os educadores deveriam ser engajados na tarefa da transformaçãosocial), e à militância política2. Para a Sociologia brasileira trouxe inovações muito importantes,
como a introdução da reflexividade com a qual foi permitido descortinar algumas produções teóricas
sobre a realidade social brasileira e as reler, de forma crítica. No conjunto de obras que Florestan produziu
durante sua vida acadêmica, nota-se sempre a preocupação com a realidade social das minorias.Algumas obras importantes podem ser citadas, como: Organização social dos tupinambá (1949) e A
função social da guerra na sociedade tupinambá (1952), ambas são indispensáveis para os que se
interessam em conhecer as sociedades indígenas brasileiras; Fundamentos empíricos da explicação
sociológica (1959), uma obra considerada clássica na sociologia do autor e essencialmente epistemológica;
Aintegração do negro na sociedade de classes (1964), livro que será aqui resenhado, é parte de
uma obra publicada em dois volumes, mas ambos tratam com presteza das relações raciais brasileiras, e
será melhor debatida no decorrer do trabalho; e ainda, A revolução burguesa (1975), uma obra que faz
os leitores ter contato com uma interpretação interessante sobre o Brasil pós-colonial. Esta é apenasuma
1 Aluna do Mestrado do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais, da Universidade Federal do Rio Grande do
Norte, bolsista do CPQq e orientanda da Profa. Dra. Maria Lúcia Bastos Alves.
2 Florestan esteve envolvido em movimentos políticos e graças a isso foi exilado no Canadá no período da Ditadura
militar no Brasil onde se tornou professor de Sociologia da Universidade de Toronto.Além disso, foi eleito duas vezes
deputado pelo Partido dos Trabalhadores, dando sempre ênfase, em seu trabalho, à educação pública e de qualidade.
248
Cronos, Natal-RN, v. 9, n. 1, p. 247-254, jan./jun. 2008
pequena amostra do legado que Florestan Fernandes deixou não só para a Sociologia brasileira, mas
para todo o meio científico que se interesse em conhecer os temas pesquisados por ele.
Nolivro A integração do negro na sociedade de classes, Florestan tenta reconstruir o drama
que o negro vivera na difícil adaptabilidade aos moldes da sociedade de trabalho livre (nos anos que
sucederam à Abolição), fruto de um passado rústico e degradante social, cultural e moralmente. Para
isso, ele utiliza-se de dados empíricos coletados em épocas distintas, muitas histórias de vida que sãomostradas no decorrer de todo o livro. Seguindo sempre com uma análise sobre as informações apresentadas,
Florestan constrói uma argumentação bastante interessante porque, naquele momento utiliza-se
de uma pluralidade metodológica, fato não corriqueiro para a época.
Em muitos momentos da obra, encontrar-se-ão também as chamadas de outros pesquisadores,
como Roger Bastide (antigo mestre), eutilização de dados estatísticos coletados por esses através de
censos de diferentes anos. Essas informações o ajudarão a compreender o desajustamento social do excativo
na sociedade inclusiva. Poder-se-ia falar de uma análise qualitativa/quantitativa.
O livro é dividido em três capítulos, e logo na primeira parte, o autor começa tratando dos
temas: trabalho livre, importância dos imigrantes nadiminuição das oportunidades de trabalho para
os ex-cativos e evolução urbana como fator preponderante para o desajustamento do negro. No segundo
capítulo, irão aparecer os diferentes níveis de desorganização que o “elemento negro” enfrentou e seus
efeitos, além do chamado “déficit negro”. No último capítulo, a principal intenção do autor é mostrar que
o encontro dos negros, mulatos e brancos...
tracking img