Fitopatologia aplicada

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2133 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 28 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
FITOPATOLOGIA APLICADA

PRINCIPAIS DOENÇAS DE

GRANDES CULTURAS

Prof.ª D.Sc. Lilian Roberta Batista Correa
UNEMAT – Campus de Tangará da Serra

DOENÇAS DO ALGODOEIRO (Gossypium spp.)

 O algodoeiro é uma das culturas anuais mais

importantes do Brasil (valor econômico).
 Safra 2009/2010 mundial: 23,6 milhões de toneladas

de fibra.
 Região Centro-Oeste: 84% da produçãobrasileira de algodão, tendo o estado de Mato Grosso como maior produtor brasileiro.

MOSAICO COMUM

 Em 1954, verificou-se que o vírus do mosaico comum era o mesmo que infectava malvácea nativa  Causa mosaico de coloração amarelada e redução de até 50% na produção da planta.

1. Sintomas

 Plantas afetadas apresentam redução no tamanho e podem tornar-se parcial ou totalmente estéreis. As folhas apresentam mosaico característico de coloração amarelada ou avermelhada.

2. Etiologia  O mosaico comum do algodoeiro é causado por vírus (“Abutilon mosaic vírus” - AbMV)  Transmitido pela mosca branca (Bemisia tabaci)  Não é transmitido pela semente

 Hospedeiros do mosaico comum: além do algodoeiro, temos
feijoeiro, soja, quiabeiro, tomateiro e malváceas nativas (Sida spp.- guanxuma).

3. Controle

 Controle: inseto vetor  Como medida profilática, recomenda-se eliminar plantas hospedeiras, principalmente malváceas nativas.

 Uso de variedades resistentes
 IAC 20, IAC 21, IAPAR 71-PR3

MOSAICO DAS NERVURAS

 O mosaico das nervuras foi constatado pela primeira vez em 1937.  Com o plantio de variedades mais suscetíveis, o mosaico das nervuras temsido detectado com maior freqüência causando sérios prejuízos em algumas regiões de Mato Grosso.

1. Sintomas

 O porte das plantas é reduzido devido ao encurtamento dos entrenós.  As folhas das plantas afetadas apresentam mosaico das

nervuras, rugosidade e curvatura dos bordos.
 Caracterizado por leve amarelecimento ou palidez das nervuras.  Conhecida como mosaico azul (doença azul) 2. Etiologia

 O vírus causador do mosaico das nervuras ainda não foi isolado em sua forma pura e identificado.  Transmissão da virose: pulgão Aphis gossypii

 Hospedeiro alternativo: Malva parviflora L.

Malva parviflora

3. Controle

 Como medida preventiva, recomenda-se controlar ou manter
baixa a população do inseto vetor.

As variedades resistentes:

BRS Itaúba BRSAroeira BRS Sucupira BRS Cedro Coodetec 406 Coodetec 407 Delta Opal

VERMELHÃO

 Plantas afetadas logo no início de seu desenvolvimento podem apresentar prejuízos de até 50%.  Novas cultivares: o problema do vermelhão passou a ter importância menor

1. Sintomas

 Os sintomas mais visíveis consistem em áreas avermelhadas ou arroxeadas nas folhas inferiores e parte mediana da planta

Nos estádios mais avançados, os sintomas podem ser observados
até em folhas superiores

CUIDADO!!  Os sintomas provocados pelo vírus do vermelhão são semelhantes àqueles provocados por deficiência de magnésio.  Vários outros fatores também provocam vermelhão como tombamento, broca da raiz, insetos e ácaros, queimadura do sol,

umidade do solo, toxicidade de produtos químicos, senescênciadas plantas.

2. Etiologia

 O vírus do vermelhão (CAV) não é transmitido por sementes.  É transmitido de planta à planta através do pulgão Aphis gossypii

 O vírus pode manter-se de ano para ano em restos da cultura ou
em plantas hospedeiras nativas como quiabeiro, kenaf (Hibiscus

cannabinus), Sida spp. (guanxuma) e Pavonia sp.

Pavonia sp.

Hibiscus cannabinus

3.Controle

 Realizando-se um bom controle do pulgão e destruindo-se

plantas

hospedeiras

nativas,

a

doença

será

bem

controlada.

MURCHA DE FUSARIUM

 A murcha de Fusarium ou fusariose é a principal doença do algodoeiro  Conhecida no nordeste brasileiro desde 1935 e em São Paulo desde 1957/58, a doença disseminou-se para outros estados.

1. Sintomas

 Plantas...
tracking img