Fissao nuclear

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 17 (4121 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Fissão Nuclear


Fissão Nuclear – Histórico
Alguns anos antes da Segunda Guerra Mundial, vários grupos de pesquisadores tentaram obter novos elementos químicos com número atómico superior a 92, bombardeando urânio com neutrões térmicos. De tal operação resultaram núcleos radioactivos cujo número de protões superava (Z=92) o dos elementos que se encontravam em estado natural. A esteselementos artificiais chamaram-se transurânideos.
Os resultados do bombardeamento do urânio por neutrões teve resultados complicados e enigmáticos. Em 1934 Fermi e os seus colaboradores efectuaram alguns estudos que só viriam a ser intrepertados uns anos depois. Em Janeiro de 1939, os químicos alemães Otto Hahn (1879-1968) e Fritz Strassmann (1902-1980), baseando-se no trabalho da físicaaustríaca Lise Meitner (1878-1968) anunciaram (publicando um artigo na revista Naturwissenschaften) uma sensacional descoberta de importantes consequências: numa amostra de urânio irradiada por neutrões encontraram amostras de Bário, Lantânio e Crípton, cuja origem se encontrava na fraguementação dos núcleos de urânio. Tal descoberta permitiu concluir que os núcleos de urânio se tinham fissionado e nosmeses que se seguiram, este processo passou a ser mais bem compreendido e chamado de fissão nuclear.
|[pic] |[pic] |[pic] |[pic] |
|Fermi |Otto Hahn |Fritz Strassmann |Lise Meitner |

A primeira grandeutilização da fissão nuclear ocorreu a 16 de Julho de 1945 no Novo México (USA), onde foi testada a primeira bomba atómica. Posteriormente e após a Segunda Grande Guerra foram mobilizados esforços para promover um processo que utilizasse a fissão nuclear para fins pacíficos. Em 1955 o submarino norte americano “Nautilus” viajou mais de 90 000 quilometros alimentado por uma simples ampola de urânio dotamanho de uma bola de golfe. Depois disso e num curto espaço de tempo, electricidade passou a ser produzida em quantidades comerciais por centrais nos Estados Unidos da América, Canadá e na ex União Soviética. Rapidamente os reactores nucleares se tornaram numa fonte limpa e barata de electricidade capazes de responder às exigências energéticas do futuro. Mini reactores nucleares domésticos foramtambém considerados como uma alternativa ao abastecimento energético e calorífico de lares.
Actualmente cerca de 430 reactores nucleares estão ligados a rede eléctrica mundial fornecendo cerca de 16% das necessidades mundiais. A maioria desses reactores estão localizados em paises industrializados. Contudo o aumento dos custos deste meio energético bem como a segurança do mesmo têm limitado opotencial desta forma de produção de energia.


Reação de Fissão Nuclear – Breve Exposição
Fissão Nuclear é a divisão de um átomo em duas ou mais partes. Quanto tal ocorre uma grande quantidade de energia é libertada (energia de fissão). Isto pode ocorrer de forma muito rápida, como numa bomba atómica, ou de uma forma mais controlada permitindo que a energia libertada seja utilizada parafins úteis. Poucas espécies naturais são facilmente cindíveis. É o caso do isótopos 235 e 238 do urânio e o isótopo 239 do plutónio. Entenda-se por isótopo uma forma diferente de um elemento quimico que apesar de possuir o mesmo número de protões possui um número de neutrões diferentes.








Numa reacção de fissão nuclear, se um neutrão penetra no núcleo de urânio, a energia deligação dos nucleões (partículas constituintes do núcleo) que se liberta (7 MeV, aproximadamente) é suficiente para provocar no núcleo de urânio grandes oscilações. O núcleo passa a ter a forma de um haltere, com dois pólos de carga idêntica. A força de repulsão quebra-o e os fragmentos produzidos arrastam uma parte dos electrões do córtice, formando-se dois átomos de peso médio, normalmente com...
tracking img