Fisioterapia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2013 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
DOENÇA PULMONAR OBSTRUTIVA CRÔNICA








Palavra Chave: Enfisema Pulmonar, Bronquite Crônica.


Introdução
Conforme Pryor & Webber (2002), a Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC) é uma doença crônica dos pulmões que diminui a capacidade para a respiração. As maiorias das pessoas com esta doença apresentam tanto as características da bronquite crônicaquanto as do enfisema pulmonar. Nestes casos, chamamos a doença de DPOC. Quando usamos o termo DPOC de forma genérica, estamos nos referindo às todas as doenças pulmonares obstrutivas crônicas mais comuns: bronquite crônica, enfisema pulmonar, asma brônquica e bronquiectasias. No entanto, na maioria das vezes, ao falarmos em DPOC propriamente dito, nos referimos à bronquite crônica e ao enfisemapulmonar.
De acordo com Duncan et al (2004) a bronquite crônica está presente quando uma pessoa tem tosse produtiva (com catarro) na maioria dos dias, por pelo menos três meses ao ano, em dois anos consecutivos. No entanto, outras causas para tosse crônica, como infecções respiratórias e tumores, tem que ser excluídas para que o diagnóstico de bronquite crônica seja firmado.Segundo os dados da Organização Mundial da Saúde o enfisema pulmonar está presente quando muitos alvéolos nos pulmões estão destruídos e os restantes ficam com o seu funcionamento alterado. Os pulmões são compostos por incontáveis alvéolos, que são denominados como sacos de ar, onde entra o oxigênio e sai o gás carbônico.


Ainda com os dados da Organização Mundial da Saúde a DoençaPulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC) é definida como um conjunto de condições que se caracteriza pela presença de obstruções ou limitações crônicas ao fluxo aéreo de progressão lenta, persistente e irreversível.
Dentre os fatores externos mais conhecidos, os autores citam a inalação de fumaça do cigarro, exposições ocupacionais, fumaça de lenha e gases irritantes. Mas, segundo Rocha (2005) otabagismo é o principal agente etiológico da bronquite crônica e do enfisema pulmonar, contribuindo com cerca de 80 a 90% no aparecimento da patologia. O cigarro, devido as suas inúmeras partículas irritantes e tóxicas (fenóis, aldeídos, ácidos orgânicos), resulta em lesões irreversíveis no epitélio.




























Metodologia
Otrabalho se desenvolveu por meio de um estudo descritivo realizado através de pesquisa bibliográfica em livro, revistas e sites específicos. Foram identificados diversos artigos que tratam sobre o assunto, no entanto foram selecionados os autores especificados na bibliografia.
Além disso, realizou-se a busca em livros, os quais proporcionaram um auxílio no entendimento do assunto.Quanto ao tratamento da DPOC foram escolhidos autores que abordaram a qualidade de vida de pacientes diagnosticados como um fator determinante. Os autores selecionados são predominantemente médicos, que desenvolveram suas pesquisas com o auxilio de profissionais e acadêmicos de outras áreas correlatas.


















Resultados e discussão
Segundo Dr.Dráuzio Varella as categorias estabelecidas previamente abordaram três temáticas, as quais são: Avaliação da DPOC (Categoria 01), Qualidade de Vida dos Portadores de DPOC (Categoria 02) e Conseqüências e Limitações do Exercício Físico em Portadores de DPOC (Categoria 03).
Considerando os dados pelo Dr. Dráuzio Varella epidemiológicos que envolvem a Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica, essatem tomado grande proporção na sociedade. Segundo os dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), (YAKSIC et al, 2003) a DPOC é responsável por tornando assim de três milhões de mortes por ano, tornando assim a patologia possível de um estudo que proporciona maior entendimento sobre a mesma.
Segundo dados do Consenso Brasileiro Crônico (2004), no ano de 2003 a DPOC alcançou 4.602...
tracking img