Fisioterapia na paralisia facial

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2317 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de março de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Fisioterapia na paralisia facial periférica: estudo retrospectivo
 
 
Márcia Regina GaranhaniI; Jefferson Rosa CardosoII; Alessandra de Mello Guides CapelliIII; Mara Claudia RibeiroIII
IMestre, Fisioterapeuta Docente da Universidade Estadual de Londrina 
IIDoutor, Fisioterapeuta Docente da Universidade Estadual de Londrina 
IIIEspecialista em Fisioterapia Neurofuncional do HospitalUniversitário da Universidade Estadual de Londrina
Endereço para correspondência
 
 

RESUMO
A paralisia facial periférica requer tratamento especializado. A fisioterapia tem como objetivo restabelecer a mímica facial. O objetivo deste estudo foi descrever e analisar os resultados da fisioterapia para indivíduos com paralisia facial periférica. 
FORMA DE ESTUDO: Retrospectivo. 
MÉTODO: Foirealizado um estudo retrospectivo em um Hospital Universitário, com autorização do Serviço de Atendimento Médico e Estatístico, no período de 1999 a 2003. Os dados são apresentados em forma descritiva, com utilização de média e mediana para variáveis numéricas e freqüência para variáveis categóricas. 
RESULTADOS: Foram analisados 23 prontuários durante quatro anos. Foi identificado o predomínio dosexo feminino e a média de idade foi de 32,3 anos (DP±16,5); 14 casos idiopáticas e cinco traumáticas; 12, com comprometimento motor total e 11, parcial; nos 12 casos com avaliação final, sete evoluíram para recuperação parcial e cinco para total. A fisioterapia utilizada foi cinesioterapia e orientações. 
CONCLUSÃO: Neste estudo os indivíduos são similares a outras populações. Foram tratados comcinesioterapia, como sugerido pela literatura científica e evoluíram com recuperação.
Palavras-chave: exercícios, paralisia de Bell, paralisia facial, técnicas de fisioterapia.

 
 
INTRODUÇÃO
A paralisia facial periférica decorre da interrupção do influxo nervoso de qualquer um dos segmentos do nervo facial1,2. Seu acometimento resulta em paralisia completa ou parcial da mímica facial epode estar associada a: distúrbios da gustação, salivação e lacrimejamento, hiperacusia e hipoestesia no canal auditivo externo2-4. Em torno de 50% da população acometida por paralisia facial periférica a etiologia é desconhecida. A primeira maior incidência é a idiopática, ou de Bell, e a segunda, é traumática, entre outras2,5. Hipertensão arterial, diabetes mellitus, viroses, gravidez e puerpériosão apontadas como condições associadas2,3,6,7.
O grau de recuperação da função do nervo facial depende da idade do paciente, do tipo de lesão, da etiologia, nutrição do nervo, comprometimento neuromuscular e terapêutica instituída2,7,8. A recuperação da lesão do nervo facial pode acorrer em algumas semanas, até quatro anos1,3,4,7,8. O tratamento da paralisia facial periférica requer abordagemmédica, fisioterapêutica e fonoaudiológica. A fisioterapia é indispensável com o objetivo principal de restabelecer o trofismo, a força e a função muscular7-9. Os recursos sugeridos pela literatura são: cinesioterapia, massagem e eletrotermoterapia, confirmados por ensaio clínico aleatório e revisão sistemática7,8,10,11.
O objetivo deste estudo foi descrever e analisar retrospectivamente osresultados da fisioterapia para indivíduos com paralisia facial periférica.
 
MÉTODO
Foi realizado um estudo retrospectivo de prontuários no período de janeiro de 1999 a junho de 2003. O levantamento dos prontuários foi realizado com autorização do Serviço de Atendimento Médico e Estatístico, após aprovação do Comitê de Ética em Pesquisa, nº 231/05. Foram encontrados 35 prontuários de indivíduosatendidos no ambulatório de fisioterapia por paralisia facial periférica. Destes, nove foram excluídos por não apresentarem diagnóstico médico, e três, por não apresentarem registro de fisioterapia a avaliação.
Foram analisados 23 prontuários quanto a idade, gênero, lado comprometido, comprometimento motor inicial e final, etiologia, tempo entre o diagnóstico e início da fisioterapia, tempo do...
tracking img