Fisiologia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1658 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 16 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
1 INTRODUÇÃO

A informação sensorial é integrada em todos os níveis do sistema nervoso e gera respostas motoras apropriadas, que tem inicio na medula espinhal, com reflexos musculares relativamente simples, estendem -se para o tronco cerebral com respostas mais complexas e, finalmente estende-se para o prosencéfalo, onde as habilidades musculares mais complexas são controladas.
Ummecanismo reflexo está constituído por um órgão receptor, um órgão efetor e algum tipo de rede de comunicação entre ambos. A ação reflexa se inicia por um estímulo de entrada, e tem como resultado uma resposta de saída. O reflexo vai desde a sua concepção mais simples (reflexo monossináptico- segmentar) até os complexos reflexos (polissinápticos supra-segmentares) que envolve aparticipação dos centrossuperiores. (GUYTON E HALL.2002)

O Sistema Nervoso Autônomo ou Visceral contém fibras nervosas que conduzem impulsos do sistema nervoso central aos músculos lisos das vísceras e à musculatura do coração. Um nervo motor do SNP Autônomo difere de um nervo motor do SNP voluntário pelo fato de conter dois tipos de neurônios, um neurônio pré-ganglionar e outro pós-ganglionar. Osistema nervoso autônomo divide-se em Sistema Simpático e Sistema Nervoso Parassimpático. (SILVERTHORN,2003)
Assim, a prática teve como objetivo estudar algumas manifestações reflexas( atos reflexos) somáticas e viscerais. Tendo em vista a importância, pois o estudo dos reflexos é de grande importância, pois com ele pode-se detectar a funcionalidade de diversas vias neurais e também o estadodos músculos estudados em cada reflexo.



2 METODOLOGIA
A prática iniciou-se pelos reflexos somáticos da espécie humana (Homo sapiens), no qual primeiramente foi feito o reflexo plantar: esfregou-se a ponta de um objeto (por exemplo: bocal de caneta) ao longo da planta do pé, próximo ao lado medial. No segundo experimento realizou-se o reflexo corneal em duas etapas:tocou-se a córnea de um dos colegas levemente com a ponta de um lenço de papel, aproximando-o pelo lado e de forma a evitar que ele evite o menos possível a manobra. Posteriormente, tocou-se a esclerótica para efeito de comparação dos dois resultados. .No terceiro experimento foi feito o reflexo patelar, onde utilizou-se um martelo de borracha, bateu-se no ligamento patelar de uma pessoa sentadade forma que as pernas ficassem relaxadas, balançando livremente e logo após foi feita com a percussão com a perna em vários graus de flexão ( 90, maior que 90 e menor que 90), sendo esta apoiada em um banco de forma que a pessoa não fizesse força na perna, e por último, repetiu-se estes experimentos, mas com a pessoa realizando a manobra de Jendrassik(que é agarrar fortemente os punhos epuxá-los em sentidos contrários).
O quarto experimento foi o reflexo tricipital, no qual a pessoa ficou com o braço em repouso sobre uma das mãos do examinador que realizava o experimento de forma que o antebraço balançasse de forma livre, então utilizando-se um martelo de borracha bateu-se sobre o tendão de inserção do tríceps a 2 cm (dedo) do cotovelo. E no último experimento, que foi oreflexo de aquileu, posicionou-se o colega com o joelho apoiado sobre uma cadeira de forma que o pé relaxasse livremente. Com o martelo de borracha fez-se uma ligeira percussão sobre o tendão de Aquiles, repetindo depois com o outro membro.

3 RESULTADO E DISCURSSÂO

I-REFLEXOS SOMÁTICOS
1.1.Reflexo plantar
No primeiro reflexo realizado, o reflexo plantar que é utilizado para identificardoenças da medula espinhal e cérebro, constatou-se que a resposta mais comum ao estimulo do indivíduo foi a flexão plantar dos dedos.
Entretanto, em crianças pode ocorrer o tipo extensor do reflexo plantar, que recebe o nome de reflexo de Babinski. Isso ocorre porque a criança ainda não possui total controle sobre determinados movimentos. E quando observado no adulto indica que ocorreu um...
tracking img