fisiologia renal

Páginas: 33 (8177 palavras) Publicado: 25 de maio de 2014
Fisiologia Renal

O sistema renal é um dos mais imporantes dos órgãos vitais do nosso corpo.

Caso clínico: Paciente grave na UTI, teve um AVE, intubado, sedado, mas está vivo e com o sistema renal preservado. Enquanto esse sistema estiver preservado, mesmo ele estando em situação grave, possui grandes chances de sair com vida da UTI. Mas, se esse paciente entrar em insuficiência renal, elese encontra-se em situação gravíssima, dependendo de um milagre.

O plantonista de UTI se preocupa muito com a diurese, o equilíbrio hídrico do paciente. Todo final de plantão é realizado o balanço hídrico de todos os pacientes, sendo o que foi administrado/entrou e o que saiu.
Por exemplo, entrou 3L de líquido, somando com soro e administração de medicamentos, e saiu 1,5L. É sinal de que ficou1,5L, então tem volume, ou seja, aumenta o volume sistólico, aumenta o débito cardíaco, aumenta a pressão arterial e, se aumentou o sistólico, aumenta também o diastólico final, aumentando a pré-carga do coração, o que pode matar o paciente.
E por que não saiu 3L?
Deveria ter saído, pelo menos, 2,5L. O médico irá verificar quanto saiu na diurese, pois líquido também tem as perdas insensíveis,como pelo suor, o que será devidamente calculado. Caso tenha tido uma diminuição da diurese, o médico precisa observar, pois o paciente pode estar num quadro de insuficiência renal. Sendo preciso dar medicamentos para manter a função renal.
A principal função renal é formar a urina. Por isso, vamos estudar como se dá essa formação.

Anatomia do Sistema Renal:
Dos rins:
Peso: 150g
Hilo renal(onde entram estruturas, ureter, artérias, veias)
Córtex
Medula
Néfrons (estrutura histofuncional) (1200000 néfrons)
Pirâmides renais
Papila
Pelve
Cálices principais e pequenos cálices
Acime dos rins tem glândula adrenal/supreadrenais

Quando o néfron forma a urina, ela vai para as pirâmides renais -> pequenos cálices -> grandes cálices -> pelve renal -> ureter -> bexiga -> eliminada pelauretra. Depois de sair do néfron é urina e não muda mais sua composição, é essa urina que é colhida no exame.
Portanto, o EAS vai verificar se há elementos anormais na urina, devendo na presença desses elementos, primeiramente desconfiar de problema no néfron. Mas, se há sangue na urina, é indicativo de hematúria e pode-se verificar macroscopicamente, associada a polaciúria (urgência de micção)e disúria (urina pouco e com queimação) é indicativo de uma infecção urinária baixa, uma infecção na bexiga, a cistite, mais comum na mulher, por ter uma uretra mais curta do que a do homem. Pode ter uma bactéria que está lesando a mucosa e sangrando na urina, então esse sangue não está vindo do néfron e sim da bexiga.
Por isso, o exame sozinho não diz tudo, é preciso da historia do paciente,senão pode chegar a conclusão errônea, por exemplo, de um tumor. A história clínica da paciente é fundamental.
O sistema renal é muito importante, pela anatomia vê-se a entrada de vasos, ele precisa receber sangue, pois a urina é proveniente da filtração do sangue.
A pressão arterial é o débito cardíaco (volume de sangue que o coração bombeia em 1min, é volume sistólico x frequência cardíaca)multiplicado pela resistência vascular.
O sistema renal filtra o sangue e se o volume de sangue aumentar, filtrará mais, consequentemente, urinará mais. O sistema renal é um dos componentes mais importantes da regulação da pressão arterial, um dos mecanismos é ajudar a manter o balanço hídrico do nosso corpo, não deixando acumular liquido.
Paciente hipertenso pode ter a diurese de pressão, ou seja, apressão aumentou ele começa a urinar muito.
Por exemplo: paciente sofreu acidente na estrada, perdeu 2L de sangue, dos 5L que tem, o resgate chega e terá que dar algo para manter o volume até chegar ao hospital sendo que na ambulância não tem sangue, mas tem um soro rico em cloreto de sódio, que vai ser administrado no paciente, pois o NaCl puxa a água de dentro das células para o sangue,...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Fisiologia Renal
  • Fisiologia Renal
  • fisiologia renal
  • Fisiologia renal
  • Fisiologia Renal
  • Fisiologia Renal
  • Fisiologia renal
  • fisiologia renal

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!