Fisiologia do sistema reprodutor feminino e masculino

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 13 (3239 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 7 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Índice
1. Introdução
2. Fisiologia do sistema reprodutor feminino
3.1. Vagina
3.2. Ovários
3.3. Tubas uterinas
3.4. Útero
3.5. Hormônios e ciclo menstrual
3.6. Hormônios da gravidez
3.7. Hormônios do parto
3.8. Hormônios e mecanismos da lactação
3. Fisiologia do sistema reprodutor masculino
4.9. Testículos
4.10.Epidídimos
4.11. Canais deferentes
4.12. Vesículas seminais
4.13. Próstata
4.14. Glândulas bulbo uretrais
4.15. Pênis
4.16. Uretra
4.17. Bolsa escrotal
4.18. Fisiologia da reprodução- (Puberdade, Testosterona)
4. Conclusão
5. Bibliografia

Introdução

Os movimentos sociais são os indicadores mais expressivos para a análise dofuncionamento das sociedades. Traduzem o permanente movimento das forças sociais, permitindo identificar as tensões entre os diferentes grupos de interesses e expondo as veias abertas dos complexos mecanismos de desenvolvimento das sociedades. Em cada momento histórico, são os movimentos sociais que revelam, como um sismógrafo, as áreas de carência estrutural, os focos de insatisfação, os desejoscoletivos, permitindo a realização de uma verdadeira topografia das relações sociais. Tanto sua forma como seu conteúdo são condicionados pela específica constelação histórica, razão pela qual não se pode compreendêlos sem remissão direta às determinações históricas macroestruturais. Os movimentos sociais deixam entrever mais do que puras carências percebidas e demandas interpostas; eles permitem, defato, o conhecimento do modelo de sociedade dentro da qual se articulam, cujas feridas se tornam, por intermédio deles, materialmente visíveis.
Os movimentos sociais realizam, de fato, um papel histórico maior do que simplesmente revelar as tensões e contradições sociais de cada momento histórico. Eles são acima de tudo uma bússola para a ação social, impulsionando o campo social para formassuperiores de organização e buscando a institucionalização jurídico-legal das conquistas. Neste sentido, os movimentos sociais produzem efeitos que extrapolam o limite das demandas localizadas, ampliando e universalizando o campo formal do direito para todo o conjunto da sociedade. Mudanças institucionais devem à existência dos movimentos sociais a sua qualidade, estando intimamente atreladas à forçatransformadora destes. A ausência ou a pequena força dos movimentos sociais refletir-se-ão, inevitavelmente, na estrutura jurídico-legal das sociedades, limitando o alcance da pluralização e da democratização políticas e, conseqüentemente, do espaço de desenvolvimento e de atuação das identidades sociais e individuais.
A seguir será apresentada a sociedade e seus movimentos sociais.

Fisiologia dosistema reprodutor feminino
O sistema reprodutor feminino é constituído por dois ovários, duas tubas uterinas, um útero, uma vagina, uma vulva. Ele está localizado no interior da cavidade pélvica. A pelve constitui um marco ósseo forte que realiza uma função protetora.
Vagina: é um canal de 8 a 10 cm de comprimento, de paredes elásticas, que liga o colo do útero aos genitais externos. Contém decada lado de sua abertura, porém internamente, duas glândulas denominadas glândulas de Bartholin, que secretam um muco lubrificante.
A entrada da vagina é protegida por uma membrana circular - o hímen - que fecha parcialmente o orifício vulvo-vaginal e é quase sempre perfurado no centro, podendo ter formas diversas. Geralmente, essa membrana se rompe nas primeiras relações sexuais.
A vagina é olocal onde o pênis deposita os espermatozóides na relação sexual. Além de possibilitar a penetração do pênis, possibilita a expulsão da menstruação e, na hora do parto, a saída do bebê.
A genitália externa ou vulva é delimitada e protegida por duas pregas cutâneo-mucosas intensamente irrigadas e inervadas - os grandes lábios. Mais internamente, outra prega cutâneo-mucosa envolve a abertura da...
tracking img