Fisiologia do envelhecimento

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2208 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 16 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
INTRODUÇÃO
Durante a trajetória da vida passamos pelo processo natural do envelhecimento. Segundo Monteiro (2001), envelhecer é a maneira como cada organismo individual se desenvolve definida por seus estados dinâmicos, nas quais as forças internas criam tensões produtivas, gerando expansão e crescimento em algumas dimensões, contração e degradação em outras, evitando qualquer padrão depermanência. A velocidade, o tempo e o grau de modificações físicas, emocionais, psicológicas e sociais apresentadas durante a vida são muito individualizados.
O Envelhecimento consiste num encolhimento num gradual declínio de todas as estruturas e funções fisiológicas, que estão predefinidas pelo nosso relógio biológico. O processo do envelhecimento é marcado pelo decréscimo das capacidades motoras,redução da força, flexibilidade, etc., dificultando a realização das atividades diárias e a manutenção de um estilo de vida saudável. Tais alterações fisiológicas de perda da capacidade funcional comprometem a saúde do indivíduo, provocando doenças cardiovascular, neuromuscular, pulmonar, neural, diminuição da agilidade, da coordenação, do equilíbrio, da flexibilidade, da mobilidade articular eaumento na rigidez de cartilagem, tendões e ligamentos, entre outros (CARDOSO, 2009). Os principais fatores que influenciam o envelhecimento são: tempo, hereditariedade, meio ambiente, dieta, estilo de vida, nível de apitidão física, aptidões físicas, etc.
O Objetivo deste artigo é o de explorar o assunto a cerca da fisiologia do envelhecimento, mostrando como se dá às mudanças no funcionamento doorganismo afetado pelo processo de envelhecimento, como lhe dá com estas mudanças e o que fazer para se adaptar às novas capacidades e alteração no funcionamento do organismo com o avanço da idade.


FISIOLOGIA DO ENVELHECIMENTO
O envelhecimento é um processo contínuo que se inicia desde o nascimento e inevitavelmente nos conduz à morte. Ele depende do tempo, acontece com todos nós edetermina a degradação das funções fisiológicas, comum a todas as pessoas, e não são induzidos por doenças e sobrevêm simplesmente em consequência do avançar dos anos.
Tais modificações são decorrentes do envelhecimento natural: senescência, envelhecimento intrínseco, envelhecimento primário e eugéria, diferentemente das doenças funcionais que são comuns na terceira idade: senilidade, envelhecimentosecundário ou patogéia. Observa-se que há diversas teorias a respeito da fase em que se apresenta as primeiras manifestações do envelhecimento fisiológicos, mas apenas duas delas são mais aceitáveis: teoria da deterioração da síntese proteica e a teoria do relógio biológico.
De acordo com Comfort (1979, capítulo 8 – Fisiologia do Envelhecmento, Tratamento de gerontologia, 2 edição, 2007 – pág. 105)o envelhecimento se caracteriza por uma redução da capacidade de adaptação homeostática às situações de sobrecarga funcional. “O envelhecimento relaciona-se fundamentalmente com alterações das proteínas que compõem o organismo. Estas alterações da síntese proteica refletem-se nas células, nos tecidos e nos órgãos, alterando-os morfológica e funcionalmente”, afirma.
Observa-se que as alteraçõesda síntese proteica refletem-se nas células, nos tecidos e nos órgãos, alterando-os morfologicamente e funcionalmente. Para Cowdry (capítulo 8 - Fisiologiado Envelhecmento, Tratamento de gerontologia, 2 edição, 2007 – pág. 106), as células envelhecem com velocidades diferentes de acordo com o órgão a que pertencem. As alterações determinadas pelo envelhecimento são passíveis de reparação nascélulas dos dois primeiros grupos (células relativamente indiferenciadas e células derivadas do grupo anterior, com diferenciação funcional progressiva), mas nas células do terceiro e, principalmente, do quarto grupo (células diferenciadas: fígado, rim, tireoide e células que não se dividem: neurônios e as fibras miocárdia) elas são definitivas e irreversíveis.
Outra alteração comum nas células...
tracking img